11 de janeiro de 2013

Resenha do livro A Arte da Imperfeição





Já te disseram para não julgar um livro pela capa? Sábio conselho, pois A Arte da Imperfeição ficou guardadinho por aqui, sem chamar muito a minha atenção... E um belo dia eu estava procurando por uma leitura rápida, resolvi pegá-lo porque é fininho, mas... Para a minha surpresa... Que livro maravilhoso! E não se iludam, a leitura até pode ser rápida, mas A Arte da Imperfeição não é um livro para ser apenas lido, e sim estudado. Vou ter que ler esse livro novamente, com certeza! 

A autora, Brené Brown, é uma pesquisadora que nos últimos anos desenvolveu pesquisas sobre coragem, vulnerabilidade, dignidade e vergonha (Juro que o livro não é chato, sério). A maneira como Brené descreve suas experiências profissionais é encantadora, ela simplesmente relata coisas que deixa você surpreso, pois descobrimos o porquê de agirmos de determinada forma diante de algumas situações da vida. 

Dá vontade de compartilhar com vocês vários trechos do livro. Marquei muitas frases no meu. (Por isso comentei que é um livro para ser estudado, pois é do tipo que requer um tempo para reflexão). As páginas onde ela fala sobre “perfeccionismo” me chamou muito a atenção, pois nunca tinha tido uma visão tão ampla sobre o que realmente é uma pessoa perfeccionista. É natural à medida que você vai lendo o livro acabar descobrindo coisas sobre você mesmo que você não sabia. Afinal, todas as definições da autora são frutos de anos de pesquisas com milhares de pessoas. 

Mais informações no site da Editora Novo Conceito

“Escrever nossa própria história pode ser difícil, mas não é tão duro quanto passar a vida fugindo dela. Aceitar nossas vulnerabilidades é arriscado, mas não é tão perigoso quanto desistir do amor, do pertencimento e da alegria – as experiências que nos deixam mais vulneráveis. Somente quando tivermos coragem suficiente para explorar a escuridão, descobriremos o poder infinito da nossa luz.” 

9 de janeiro de 2013

Resenha de A Vez da Minha Vida



A Vez da Minha Vida é um livro bem divertido, um pouco confuso, às vezes, pois não é comum você interagir com sua vida, em pessoa! Estranho, não? 

A vida de Lucy Silchester é uma confusão! Sabe quando você conta uma mentirinha e ela vai se tornando grande e a partir dela outras mentiras vão surgindo e quando você percebe está toda enrolada em sua própria teia? A vida de Lucy é mais ou menos assim. Então a sua Vida resolve fazê-la consertar isso, dar um jeito em todas as burradas e se redimir com algumas pessoas. Isso mesmo, um homem (a Vida de Lucy) aparece em sua vida e a “obriga” a corrigir todas as suas mentirinhas para poder viver em paz consigo mesma. 

Lucy vive sozinha em um apartamento minúsculo e escondida de seus amigos. Amigos, aliás, que são os mesmos amigos de seu ex, o que faz com que às vezes o clima entre eles fique meio estranho, pois os amigos não aceitaram muito bem o término da relação. Ou melhor, não entenderam muito bem como tudo ocorreu. Talvez nem a própria Lucy tenha entendido bem! 

A história, em sua maior parte, é divertida, mas se pararmos para refletir bem, aborda temas sérios. O que mais me chamou atenção é o temperamento do pai de Lucy. Um senhor frio, e até perverso para um pai. O orgulho em pessoa. Muitas das mentiras dela é para não desapontá-lo, mas ela sempre o desaponta mesmo. 

O contexto familiar apresentado por Cecelia Ahern, autora do livro, é bem próximo da realidade de algumas famílias. Mas a autora usa uma grande dose de humor para mesclar os problemas de Lucy através de uma narrativa e situações bem inusitadas. 

É um livro gostoso de ler. Você se diverte ao mesmo tempo em que reflete sobre as pendências que vamos deixando com a nossa própria vida. Coisas que ao invés de evitarmos devemos enfrentar e solucionar de uma vez, para que todo o resto não desande ou fique dependente daquela situação mal resolvida. 

Mais informações no site da Editora Novo Conceito.

8 de janeiro de 2013

Oi

Juro que não esqueci de vocês, tá? Estou rabiscando algumas resenhas. É que a vida adora me surpreender e nada acontece como planejo. Por exemplo, eu planejei ter férias, mas isso não aconteceu! Tive mudanças profissionais, adotei mais um cachorro... E a minha vida é sempre a mesma correria, mas nunca deixo de estar lendo um livro. E um livro que estou amando é:


Então aguardem que em breve estarei postando algo sobre ele!

Até mais!

2 de janeiro de 2013

Um novo ano...



Estamos iniciando mais um maravilhoso ano e estou aqui para desejar a vocês que seus desejos sejam realizados o mais breve possível. Todo início de ano nos sentimos mais otimistas, esperançosos, fazemos metas... E temos aquela certeza de que tudo será diferente. Bom, não ando muito exigente com meus pedidos: Quero paz, saúde e muitos livros! Tô brincando... A minha lista seria enorme, por isso nem perderia tempo com isso. Mas às vezes me convenço que tenho tudo o que mais importa e o resto vai se tornando supérfluo... Então deixa a lista pra lá, mas os livros eu quero! 

Li muito em 2012 e quero ler ainda mais em 2013. Quem sabe até eu me dedique a terminar algum dos 5 livros que comecei a escrever... Mas quanto a isso não tenho pressa. Quero mesmo é trabalhar com o que os outros escrevem! Isso me satisfaz.

E vocês, me digam, o que desejam ler em 2013?