28 de fevereiro de 2019

Quando as luzes se apagam





Livro que estou escrevendo e em breve estará na Amazon.

Sinopse

Alycia é uma garota tímida e discreta, do tipo que faz de tudo para passar despercebida no meio da multidão. Mas, quando ela conhece Dan no primeiro dia de aula na faculdade, nem se dá conta de que sua vida irá mudar. Dan é o oposto dela. Guitarrista de uma banda de rock é destaque em qualquer lugar que vá. Ele também é o garoto problema da faculdade, que se envolve em brigas e relacionamentos perigosos. 

E o que Alycia e Dan podem ter em comum? A música. 

A música os uniu em laços profundos. No entanto, esses laços se tornam frágeis à medida que Alycia conhece a natureza destrutiva de Dan. 

A paixão fere, e a música cura. O ciúme maltrata, e a música perdoa. A obsessão sufoca, e a música liberta. Mas, até quando?

Conheça também:

A luz que é você.

27 de fevereiro de 2019

Doações para o meu projeto de leitura



Olá, apreciadores da leitura!

Recentemente recebi uma mensagem de alguém perguntando porque eu não fazia sorteio de livros no blog.

Eu fazia sorteios quando tinha parceria com uma editora, mas agora não tenho mais parcerias e não tenho condições de comprar livros para sorteio com o meu próprio dinheiro. Sem falar que também há custos para enviar os livros.

No entanto, eu tenho projetos. Eu gostaria de doar livros a pessoas carentes, orfanatos, abrigos para idosos. "Esquecer" livros em algum lugar para que pessoas possam encontrá-los e outras coisas mais...

Não tenho dinheiro para começar a investir nisso. Por isso, se você é um apreciador da leitura e deseja me ajudar com esses projetos, eu aceito doações de livros ou dinheiro.

Você pode depositar na minha conta do Paypal: elaiselima@gmail.com

Ou entrar em contato através desse mesmo e-mail para saber para qual endereço enviar os livros.

Obrigada!

Resenha sobre o livro Dom


Eu não conhecia o trabalho da Anne Marck e o que me fez querer ler esse livro foi a quantidade de avaliações que ele tem na Amazon. Fiquei curiosa!

O livro fala sobre uma garota, Luna, que está vivendo provisoriamente nas ruas, fugindo de seu padastro que é um mau-caráter. 

Dominic é um cara bem de vida, mas que já foi muito pobre e passou por dificuldades, por isso ele ajuda aos mais necessitados mantendo um centro comunitário que fornece alimentos. 

Ele conhece Luna enquanto ela procurava comida no lixo desse centro comunitário. Ao perceber que a garota não está bem de saúde, ele a leva para seu apartamento e passa a cuidar dela. 

O contato diário e a atração imediata faz com que os dois se apaixonem. No entanto, a vida conturbada de Luna acaba atrapalhando um pouco o relacionamento dos dois. Mesmo assim eles tentam aproveitar as oportunidades e o livro tem algumas cenas hot. 

Para quem gosta do estilo, é um bom livro. Dom é o primeiro livro de uma trilogia. Ainda não tenho certeza se irei ler os demais. Você pode encontrá-los na Amazon

Leia também: O jogo perfeito.

23 de fevereiro de 2019

O Poder do Arcanjo - Redenção 3


Revelação de capa e sinopse:

Stella está de volta à Cidade dos Vampiros. Ela precisa de respostas e a única pessoa capaz de fornecer isso é Lamon, o líder dos vampiros. Mas ficar perto dele é sempre muito difícil para Stella, pois, apesar de Lamon estar do lado oposto ao dos nephilins, Stella não vê nele um adversário. 

Ficar longe de Stella não é mais uma opção para Lamon. Ele precisa ajudá-la a controlar o seu desejo por sangue, para que ela não se transforme, ao mesmo tempo em que precisa de sua força nephilim para combater a revolta de alguns vampiros. 

Stella está mais forte. Lamon mais vulnerável ao amor. Mas a guerra entre nephilins e vampiros está declarada e sacrifícios serão necessários para manter a ordem mais uma vez.  

O Poder do Arcanjo é o terceiro livro da série Redenção. Será lançado em abril de 2019 na Amazon. 

Conheça os primeiros livros da série:


Resenha sobre o livro O Sal das Lágrimas


O Sal das Lágrimas é um daqueles livros que quando você acaba a leitura e o fecha, deseja ficar um pouco mais com ele. Os personagens não vão embora facilmente, pois cada um ficou gravado no coração de alguma forma.

A história é comovente. Não tem como ser diferente quando se trata de um livro ambientado na Segunda Guerra. As perdas, as dificuldades, as mortes, as atrocidades cometidas durante esse período são de cortar o coração.

Esse foi o meu primeiro contato com um livro da autora Ruta Sepetys, mas a autora tem outro livro publicado no Brasil: Cinzas na Neve, que inclusive foi adaptado para o cinema em 2018. O livro foi originalmente publicado em 2011 pela editora Arqueiro, com o título de A vida em tons de cinza. 

O livro O Sal das Lágrimas conta a história de quatro jovens. Cada um vindo de um país, sendo refugiados. Cada um com uma história comovente que vai se revelando aos poucos. 

Joana nasceu na Lituânia. É uma jovem que durante a guerra vinha prestando serviços de enfermagem. Quando a história começa, ela está em companhia de um grupo, que, assim como ela, busca por sobrevivência caminhando rumo ao porto onde o navio alemão Wilhelm Gustloff estava ancorado e iria transportar civis e militares para lugares mais seguros.

Na sinopse do livro lemos que o "navio Wilhelm Gustloff foi afundado pelos russos no início de 1945, tirando a vida de mais de 9 mil refugiados civis, entre eles milhares de crianças. O pior desastre marítimo da história, com seis vezes mais mortos que o Titanic."

Nessa jornada, Joana encontra um menino, Klaus, que dizia que sua avó não havia acordado, e por isso ele se juntou ao grupo enquanto o mesmo passava por onde ele estava. Junto com Joana também havia um senhor que era sapateiro. Ele dizia coisas bonitas, apesar do cenário triste, e por isso foi apelidado de O poeta dos calçados. Havia também Eva, uma mulher de um porte físico enorme. Seu apelido era Eva Desculpe, porque ela dizia verdades duras e cruas, e depois acrescentava: "desculpe". Ingrid era uma jovem cega, auxiliou muito o grupo com sua audição apurada. 

Joana era a mais querida desse grupo, pois ela auxiliava a todos.

Emilia nasceu na Polônia. Era uma menina de 15 anos que passou por um trauma terrível. Uma personagem que tinha tudo para ser frágil, mas demonstrou uma grande força e lealdade imaculada. Ela foi um grande exemplo de ser humano nessa história.

Florian nasceu na Prússia. Apesar de ter idade para estar na guerra, ele havia se desviado para cumprir uma outra missão. Como estava ferido, conseguia usar isso como desculpa para não ser imediatamente levado ao front. No início da história, ele não queria se apegar a ninguém. Estava determinado em seu objetivo. No entanto, à medida que se distanciar do grupo de Joana não foi mais uma opção, Florian vai aos poucos revelando o seu verdadeiro caráter. É um personagem apaixonante. 

Alfred nasceu na Alemanha. É um jovem marinheiro obcecado pelo seu dever. Tem mania de grandeza e delirava muitas vezes. Sua mente estava um pouco afetada com a pressão de tudo aquilo. Mas, de alguma forma, ele teve serventia. 

Apesar do livro ser uma ficção, as histórias de cada personagem trazem muitas verdades. Impossível não se emocionar. Mas, se você está com receio de ler por ser uma história sobre a guerra, aviso que o livro não é inteiramente triste. Há momentos de amor, de amizade, de solidariedade que vale a pena conhecer. Por isso recomendo muito a leitura desse livro.

O Sal das Lágrimas foi publicado em fevereiro de 2019 pela editora Arqueiro. Você pode comprá-lo neste link

Conheça também: Toda luz que não podemos ver.

18 de fevereiro de 2019

Resenha sobre o livro O melhor de mim



Sinopse - O Melhor de Mim - O Primeiro Amor Deixa Marcas Para a Vida Inteira - Nicholas Sparks.

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.

Resenha

O último livro que li do Nicholas Sparks foi há dois anos: O Milagre. Eu estava retornando de um período sem ler nada do autor, mas lembro que O Milagre não me cativou muito na época. Agora, também estou retornando de um período sem ter lido nada do autor, mas, dessa vez, consegui me surpreender. Apesar de não ser um livro novo, pois O melhor de mim foi publicado em 2012, eu consegui me encantar, já que não tinha lido nada sobre a história e para mim foi tudo inédito. Me apeguei ao Dawson, por seu coração bom em meio a uma criação familiar tão difícil. O amor que ele sentiu por Amanda foi forte e verdadeiro, mas ele soube não prendê-la. Soube dar a ela o que ela merecia.

Amanda também fez suas escolhas de acordo com as opções que lhe restava. Chegou um momento que ela questionou se havia feito as escolhas certas. Infelizmente, a vida foi difícil com Amanda, e ela sempre priorizou o bem-estar de outras pessoas. No entanto, ela soube preservar o que sentia por Dawson, e de certa forma eles souberam se conformar apenas em saber do amor de um pelo outro.

O final foi previsível, mas não me perturbou. É marca registrada do autor e não tem como mudar isso. O que gostei mesmo no livro foi a forma como foi escrito. Bem construído.

Recomendo a leitura para quem já está acostumado com o estilo do autor. E em breve pretendo ler outros livros dele. Trarei notícias.

P.S. Tuck e suas cartas. Melhor parte.

Leia também:

Apenas um dia

Princesa de papel

16 de fevereiro de 2019

Resenha sobre o livro Ser feliz é assim


Sabe aquela história fofinha que acaba lhe conquistando e você lê rapidão? Esse livro surgiu aqui para mim como indicação em um grupo de leitura. E já que ele estava no Kindle Unlimited não demorei em adquiri-lo.

Graham Larkin é aquele tipo de personagem pelo qual você se apaixona. Ele é um rapaz que entrou no mundo da fama meio por acaso. Participou de uma peça teatral a nível de escola, atuou superbem e com isso conseguiu um papel mais importante em um filme e depois disso a carreira decolou. Graham é aquele jovem astro de cinema pelo qual as garotas correm atrás. No entanto, ele descobre o lado negativo da fama também. Aquele mundo de relacionamentos superficiais e cheios de interesse. E ma coisa que Graham lamenta muito é que o seu relacionamento com os pais também mudou, pois o simples casal não soube lidar com a fama do filho. Não que eles não fossem bons pais, eram apenas pessoas simples que continuaram a viver de sua simplicidade enquanto o filho crescia em todos os aspectos. Eles passaram a pertencer a mundos diferentes e Graham sofria com esse distanciamento. Há cenas muito fofas relacionadas à família nesse livro.

Nessa história, conhecemos também Ellie O'Neill. Uma garota simples que vive em uma pequena cidade onde nada de interessante acontece. Só que, na verdade, a vida de Ellie traz um passado bem interessante. A história da família dela também envolve um conflito mal resolvido. O que torna tudo mais interessante quando ela e Graham se encontram.

A maneira como Graham e Ellie se conhecem é bem interessante. Ele envia um e-mail para um de seus funcionários e acaba digitando um número errado. Consequentemente, o e-mail vai para outra pessoa, Ellie, e a partir daí os dois começam a se comunicar diariamente.

Ellie não fazia ideia que seu amigo virtual era uma pessoa famosa, pois eles não revelaram os seus nomes. E Graham também estava curtindo muito poder conversar com alguém que não estava interessado nele só por causa de sua fama. E quando o momento deles se conhecerem pessoalmente chegou, trouxe muitas surpresas e empecilhos para que eles ficassem juntos.

Amei muito essa história. Recomendo demais, porém já aviso que é um romance adolescente fofo, mas com lições que a gente aprende alguma coisa. Adorei!

Leia também: 

Anna e o beijo francês.

Esperando por Doggo.




13 de fevereiro de 2019

Sete dias na praia



Pode um amor de verão durar para sempre? Em meio a um cenário paradisíaco, dois jovens descobrem a pureza do primeiro relacionamento assim como os desafios que acarretam viver uma intensa paixão.

Escrevi este conto pensando sobre um dom que é fundamental em nossas vidas: o dom de perdoar. 

Em nossa jornada nessa Terra, sempre vamos nos deparar com situações que vão exigir isso, perdoar e ser perdoado. É algo difícil, mas necessário. 

Em Sete dias na praia vamos conhecer três personagens que tiveram desafios em suas vidas e precisaram superá-los.

Espero que gostem da leitura.

O conto está disponível neste link


9 de fevereiro de 2019

Resenha sobre o livro Profundo


Comprei esse livro há um certo tempo. Ele não estava em minha lista de leitura, mas encontrei-o em promoção em uma loja e acabei o trazendo comigo.

O tema proposto pelo livro é algo que infelizmente ocorre com alguma frequência e gera opiniões controversas. Caroline, uma jovem estudante de direito, vê seu mundo desmoronar quando seu ex-namorado publica suas fotos na internet. O problema é que nessas fotos Caroline está nua e fazendo sexo com o namorado. 

No momento em que as fotos foram tiradas, Caroline não se sentiu muito à vontade, mas ela confiava no namorado, já que estavam juntos há bastante tempo e suas famílias eram amigas. Somente quando o namoro chegou ao fim, é que as fotos foram publicadas como uma forma de "vingança".

A autora aborda de forma clara as consequências que isso trouxe na vida de Caroline. O tempo todo ela recebe mensagens de vários homens a xingando e mandando para ela imagens sugestivas. Ela se torna uma vítima da crueldade da internet.

Mas a história não fica o tempo inteiro focada nisso. Caroline encontra o apoio e proteção de West, um rapaz com a vida cheia de problemas, mas que está disposto a ajudar Caroline a sair da situação em que se encontra e dar a volta por cima.

West não quer se envolver emocionalmente. Ele tem a sua própria vida muito conturbada. Caroline seria mais um problema. No entanto, a inevitável proximidade dos dois derruba algumas barreiras.

O livro tem continuação, se trata de uma duologia. E o segundo livro se chama Intenso.

Eu demorei bastante para terminar a leitura desse livro. Dei longas pausas e fui retomando a leitura aos poucos. Achei a linguagem da autora bem diferente e a construção do texto é rica. Eu não tinha interesse em ler o segundo livro, mas no final da história, a personagem principal cresce e se torna uma garota forte e disposta a lutar pela sua integridade e por West. Essa determinação me fez admirá-la e querer conhecer o segundo livro. 

Profundo foi publicado em 2016 pela Editora Arqueiro. 

Você pode comprar o livro clicando neste link.

Conheça também: Esc@ndalo.