Resenha sobre o livro Ser feliz é assim

16 de fevereiro de 2019

Sabe aquela história fofinha que acaba lhe conquistando e você lê rapidão? Esse livro surgiu aqui para mim como indicação em um grupo de leitura. E já que ele estava no Kindle Unlimited não demorei em adquiri-lo.

Graham Larkin é aquele tipo de personagem pelo qual você se apaixona. Ele é um rapaz que entrou no mundo da fama meio por acaso. Participou de uma peça teatral a nível de escola, atuou superbem e com isso conseguiu um papel mais importante em um filme e depois disso a carreira decolou. Graham é aquele jovem astro de cinema pelo qual as garotas correm atrás. No entanto, ele descobre o lado negativo da fama também. Aquele mundo de relacionamentos superficiais e cheios de interesse. E ma coisa que Graham lamenta muito é que o seu relacionamento com os pais também mudou, pois o simples casal não soube lidar com a fama do filho. Não que eles não fossem bons pais, eram apenas pessoas simples que continuaram a viver de sua simplicidade enquanto o filho crescia em todos os aspectos. Eles passaram a pertencer a mundos diferentes e Graham sofria com esse distanciamento. Há cenas muito fofas relacionadas à família nesse livro.

Nessa história, conhecemos também Ellie O'Neill. Uma garota simples que vive em uma pequena cidade onde nada de interessante acontece. Só que, na verdade, a vida de Ellie traz um passado bem interessante. A história da família dela também envolve um conflito mal resolvido. O que torna tudo mais interessante quando ela e Graham se encontram.

A maneira como Graham e Ellie se conhecem é bem interessante. Ele envia um e-mail para um de seus funcionários e acaba digitando um número errado. Consequentemente, o e-mail vai para outra pessoa, Ellie, e a partir daí os dois começam a se comunicar diariamente.

Ellie não fazia ideia que seu amigo virtual era uma pessoa famosa, pois eles não revelaram os seus nomes. E Graham também estava curtindo muito poder conversar com alguém que não estava interessado nele só por causa de sua fama. E quando o momento deles se conhecerem pessoalmente chegou, trouxe muitas surpresas e empecilhos para que eles ficassem juntos.

Amei muito essa história. Recomendo demais, porém já aviso que é um romance adolescente fofo, mas com lições que a gente aprende alguma coisa. Adorei!

Leia também: 

Anna e o beijo francês.

Esperando por Doggo.




0 comentários:

Postar um comentário