Resenha de Starters

25 de dezembro de 2012



Ontem, em clima natalino, terminei de ler Starters. Um ótimo livro. Tão dinâmico que faz a leitura ser bastante rápida. E não deixa nada a desejar: surpresas, emoções, e muita criatividade! Amei cada página! 
Para vocês entenderem a história, vou compartilhar a sinopse: 

Seu mundo mudou para sempre. 

Callie perdeu os pais quando a Guerra dos Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha.

A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador.

Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado... 


Amo essas histórias onde o personagem se envolve em algo misterioso e nós vamos descobrindo tudo aos poucos, especulando alguns fatos, sofrendo com o suspense, com o perigo que está tão próximo... Justamente por isso acabamos lendo o livro rapidinho, não é? A curiosidade para saber o que vai acontecer vence qualquer cansaço. 

Achei alguns pontos consideráveis. Mesmo sendo uma literatura infantojuvenil o livro aborda bem a sociedade vítima da opressão política. Não há meios-termos: ou se é um Ender bastante rico, ou um jovem que vive em condições miseráveis, vivendo nas ruas, se alimentando de restos de comida e lutando a cada dia para sobreviver. 

O empenho para que o seu irmão, Tyler, fique bem, faz de Callie uma garota forte e inteligente. Ela arruma coragem para vencer qualquer desafio, tudo para proteger seu irmão. 

Outro ponto considerável é o foco de toda a história: O fato dos Enders, seres de até 200 anos, quererem, a todo custo, recuperar o vigor da juventude “roubando” mesmo que temporariamente a vida dos adolescentes que estavam em busca de dinheiro para sobreviver. O que esses jovens não suspeitavam é que estavam sendo vítimas de um plano devastador. Mas como sempre há uma oposição, alguns Enders não estavam tão dispostos em colaborar com esse plano. 

Recomendo Starters, ideal para quem quer dar uma pausa nos livros mais românticos e ler algo mais repleto de dinamismo e emoção. 

Não deixe de ler Enders, a continuação de Starters.

Mais informações no site da Editora Novo Conceito.

Feliz Natal

24 de dezembro de 2012

O blog Apreciando a Leitura deseja a todos vocês, leitores, um Feliz Natal e que vocês ganhem muitos livros de presente!!!




Morte Súbita

17 de dezembro de 2012



Andei dando uma olhadinha nas listas de livros mais vendidos e Morte Súbita está com tudo. Então fui dar uma olhadinha no que os blogs literários andam comentando e fiquei dividida... Dispenso as comparações com a série Harry Potter, no entanto, alguns alegam que o livro é um tanto paradão no início (boa parte dele, aliás). Vou pensar melhor se coloco ele na minha listinha.


Dei uma olhadinha também na resenha do Skoob. Tá aí:

Quando Barry Fairbrother morre inesperadamente aos quarenta e poucos anos, a pequena cidade de Pagford fica em estado de choque. A aparência idílica do vilarejo, com uma praça de paralelepípedos e uma antiga abadia, esconde uma guerra. Ricos em guerra com os pobres, adolescentes em guerra com seus pais, esposas em guerra com os maridos, professores em guerra com os alunos… Pagford não é o que parece ser à primeira vista. A vaga deixada por Barry no conselho da paróquia logo se torna o catalisador para a maior guerra já vivida pelo vilarejo. Quem triunfará em uma eleição repleta de paixão, ambivalência e revelações inesperadas?

Não gostei da capa (mas não sou do tipo que compra livro pela capa!) e a sinopse também não me cativou tanto, mas pela autora vale a pena dar mais uma pesquisada sobre a obra.

E vocês? Já leram?

Bjos!

Resenha de Um Porto Seguro

15 de dezembro de 2012


Nicholas Sparks é surpreendente. Ou melhor, seus livros são surpreendentes. Vale a pena esperar as emoções finais. Digo isso porque Nicholas é minucioso em suas narrativas e demora um pouco a tornar as coisas mais emocionantes. O início do livro eu achei cansativo. O ritmo parado fazia jus à vida pacata da cidade de Southport, na Carolina do Norte, lugar onde Katie escolhera para se refugiar de seu passado. 

Katie é uma mulher reservada e um pouco assustada. Aos poucos, à medida que vamos nos aprofundando na leitura, entendemos o motivo dela apresentar tais características. Apesar de Katie não buscar envolvimentos pessoais, ela percebe que Alex, dono de uma loja onde ela se tornara cliente, estava interessado em conhecê-la um pouco mais. 

Alex é viúvo. Sua esposa morrera ainda jovem deixando-o sozinho para cuidar de seus dois filhos. A aproximação entre ele e Katie acontece de forma natural e antes que Katie insista em relutar, ela já se vê envolvida. Sua amiga, Jo, acaba motivando essa aproximação. Mas mesmo que tudo parecesse bem, Katie sabia que não estava realmente segura. Seu passado volta a atormentá-la e ela teme que Alex e seus dois filhos possam estar em risco. 

Um Porto Seguro, depois de muitas páginas, se torna um livro bem envolvente. As coisas só esquentam no final mesmo, e exatamente no final, há uma grande surpresa, o que é bem característico do autor. 

Sempre recomendo os livros do Nicholas Sparks. E vale lembrar que esse foi o último livro dele publicado pela Editora Novo Conceito. 

Mais informações no site da Editora.

Meus queridos livros que se foram...

14 de dezembro de 2012

Final de semana chegando... Estou pensando em qual livro vou começar a ler. Tenho aqui 16 livros na fila. Isso mesmo, 16! Nunca fiquei com uma filinha tão grande! E olha que nem comprei a continuação das duas séries que preciso terminar. Bom, mas deixa de enrolar o que eu queria mesmo era dizer o quanto meu coração está partido... Tive uma notícia tão triste!

Mudei de casa e os meus kits de novembro da NC chegaram no endereço antigo e voltaram para Ribeirão Preto! E venho registrar minha indignação: No dia em que eu fui à agência dos correios meus kits estavam lá! Exatamente lá, no mesmo horário! Mas como eu estava sem o código de rastreamento, o funcionário não verificou... E quando a editora me passou o código, a única coisa que eu pude ver foram meus kits voltando para Ribeirão... Dramático, não? Mas é sério, eu fiquei um pouco triste. Mesmo com os 16 na fila.  

Isso já me aconteceu uma vez quando mudei de Alagoas para cá, mas agora doeu mais. 

E vocês devem estar se perguntando pelas resenhas, não é? Ok, estou ciente do meu atraso. Estou devendo a resenha de Um Porto Seguro (que já comecei a rabiscar) e A Vez da Minha Vida (um ótimo livro). Continuo lendo A Fúria dos Reis (o livro não acaba!) e parei ontem numa parte ótima. Vou passar o dia inteiro querendo que a noite chegue logo para eu poder continuar a leitura.

Bjos!

A Fúria dos Reis

4 de dezembro de 2012

Faz tanto tempo que comecei a ler A Fúria dos Reis, mas sempre vou deixando ele de ladinho para concluir outras leituras. Gosto muito dessa série, é impressionante que mesmo com tantas páginas a leitura seja envolvente do início ao fim. Simplesmente George R.R. Martin nos surpreende a cada página. Não é uma história previsível. Ele cria personagens maravilhosos e de repente o personagem morre... É tanta sagacidade. Não é uma história onde o mal luta contra o bem e no final o bem vence; vence quem é mais esperto, mais astuto. Praticamente nenhum personagem é confiável, eles lutam por seus interesses deixando  toda a dignidade de lado... A criatividade do autor é brilhante. 

Sei que estou bem atrasadinha com a leitura dessa série. Não estou nem na metade do livro 2 e só comprei até o livro 3, mas vou tentar dar uma boa adiantada.

O fato do livro ser enorme e as letrinhas tão pequenas contribui significativamente para o meu sono chegar logo, já que só leio esses romances à noite. Nem o ser mais astuto do livro, que é o "pequeno" Tyrion, consegue me deixar acordada por mais tempo... 

Espero que os outros livros da série sejam tão surpreendentes como o livro 1 e 2. 

Bom, vou parar de enrolar e voltar para o trabalho. Passei só para deixar vocês informados sobre o que ando lendo.

Abraços!