14 de maio de 2019

Resenha sobre o livro Vampiros em Dallas


Nesse segundo livro da série, a personagem Sookie se mostrou uma mulher decidida e bem resolvida com ela mesma. Sookie aprendeu a reconhecer o seu dom como algo bom. Ela não se sente mais uma aberração. Ao invés disso, sabe que pode ajudar outras pessoas através da sua telepatia.

O relacionamento dela com Bill está bonitinho de se ver, embora eles tenham brigado um pouco. E, em uma dessas brigas, Bill teve um comportamento um pouco duvidoso... Acho que isso vai ficar mais claro no próximo livro.

Eric teve uma participação maior nesse livro e a amizade dele com Sookie está ficando bem legal. Ele até fez uma proposta a ela que por um momento achei que ela fosse ceder. E a cena da bala no ombro foi uma artimanha e tanto.

Mais mutantes aparecem também nesse segundo livro. Alguns não muito bons.

Os irmãos Bellefleur também ganham um maior destaque nessa história, principalmente no final, pois a história começa com Andy bêbado e por isso Sookie liga para a irmã dele, Portia, para ir buscá-lo no bar. Andy acaba deixando seu carro no estacionamento do bar durante a noite. E, no dia seguinte, um corpo é encontrado lá dentro. Portia, que é advogada, tem uma maior participação nesse livro, já que ela quer resolver esse caso para não sujar a imagem do irmão.

Sookie em Dallas causa grandes confusões, mas consegue sair de lá por cima do salto.

Foi uma leitura agradável. Apenas uma cena no final eu achei bem desnecessária. Espero que isso não se repita nos demais livros.


Spoiler

Apesar de já saber que o namoro de Sookie e Bill vai terminar, eu gostei de ver os dois juntos. Ao que parece, Bill tem um caráter duvidoso. Não queria que fosse assim, pois ele sempre tratou a Sookie tão bem.

Sookie descrevendo o beijo do Eric foi interessante. Embora tenha sido errado, pois ela ainda está namorando Bill.

Para saber a ordem dos livros da série, clique neste link.

Leia também: Cidade dos Vampiros - Entrevista com o Vampiro - Diários do Vampiro.

10 de maio de 2019

Resenha sobre o livro Onde está você


Li o primeiro livro de Entrelinhas em agosto de 2016. No mesmo mês, li a amostra grátis de Onde está você. Apesar de ter gostado muito do livro, naquele momento, eu não estava a fim de continuar com a leitura. 

O lançamento dos demais livros da série chamou minha atenção e aqui estou eu, retomando a leitura.

Em Onde está Você ficamos sabendo sobre o primeiro amor de Graham, Zoe, e do término deles. Zoe foi a namorada de Graham quando eles estavam no Ensino Médio. Ela terminou com ele e logo já estava flertando com os outros garotos da turma, enquanto Graham ficou bastante deprimido.

Graham relembra os momentos que passou com Emma quando a conheceu. O relacionamento que ela teve com Reid e o fato de que estar cuidando sempre da Brooke passou uma impressão errada para Emma. 

Graham e Emma estão começando a se entender e finalmente a pergunta sobre o porquê de Emma ter beijado Reid um dia depois de beijar Graham é feita. Isso era algo que Graham precisava compreender e superar para poder se sentir seguro ao se relacionar com Emma. E é isso o que os dois fazem: assumem um relacionamento, pelo menos para elas, já que os assessores de Reid e Emma querem que eles deem ao público a impressão de que estão em um relacionamento. Querem que eles formem um belo casal, como no filme que está em fase de pré-estreia.

O livro relata Graham e Emma se aprofundando na relação, se conhecendo melhor, ao mesmo tempo que Reid e Brooke se unem para separar o casal. Algumas tentativas são frustradas. E é interessante observar que enquanto Brooke age feito uma louca, Reid está levando tudo de um jeito mais leve... Sem grandes interesses, só pelo prazer da "caça" mesmo.

O livro não traz grandes emoções, mas é gostosinho de ler. Não vou demorar tanto assim para ler os demais dessa vez.

Conheça também: Como se apaixonar - Um amor para recordar - Um homem de sorte.

Resenha sobre o livro Tapete Vermelho


Tapete Vermelho é o primeiro livro da autora M. S. Fayes que leio. Nunca tinha ouvido falar do trabalho dela e me interessei por esse livro por causa da capa. Na verdade, eu encontrei primeiro o livro Por Trás da Fama, e pesquisando sobre ele descobri que era uma sequência de Tapete Vermelho.

O livro foi publicado alguns anos atrás, e republicado em novembro de 2018 pela editora The Gift Box. Fala sobre Marina, uma jovem brasileira que foi fazer um curso de Inglês em Los Angeles e, logo no aeroporto, conheceu James Bradley, o astro do cinema do momento. O jeito diferente e exótico de Marina logo chamou a atenção do jovem ator, que se interessou de imediato por ela. Claro que com Marina não ia ser diferente, pois James era lindo, bem-sucedido, etc. e tal, como todo mocinho dos bons romances. A maior parte do livro aborda Marina conhecendo o mundo das celebridades.

A história é leve, um pouco divertida, sem polêmicas... enfim, um bom passatempo. 

Marina teve um namorado que foi abusivo com ela, mas até isso é retratado de forma leve no livro.

Como já mencionei, há outro livro, Por Trás da Fama, que descreve a versão de James sobre a história. No momento, não vou ler esse segundo livro. Se eu mudar de ideia depois, corro aqui para contar para vocês. 

Vou deixar a capa e sinopse:


James Bradley sabia o que imprensa era capaz de fazer em sua vida. Intrigas, boatos e mentiras deslavadas que venderiam rios de dinheiro pelo simples fato dele ser o alvo. Um astro de Hollywood em ascensão, bonito, rico e desejado por milhares de fãs no mundo inteiro. Ao se deparar com uma desconhecida no aeroporto, James tem a brilhante ideia de lhe pedir um favor, fazendo com que as revistas sensacionalistas enlouqueçam para saber quem seria a garota que o acompanhava, distraindo o foco da atenção para outros boatos. Ele só não imaginava que aquilo o levaria a uma amizade singela que se transformaria em uma paixão arrebatadora. Agora ele faria de tudo para que Marina ficasse com ele, mesmo conhecendo os podres por trás da fama.

Conheça também: Entrelinhas - Querido Amigo - Armadilha.

3 de maio de 2019

Série Sookie Stackhouse

O ator Alexander Skarsgård interpreta o vampiro Eric na série de TV


Ao pesquisar sobre livros que falassem sobre vampiros, acabei encontrando a série Sookie Stackhouse. Essa história ficou conhecida porque inspirou True Blood, uma série bem famosa da HBO. No Brasil, a publicação desses livros não foi muito feliz, pois nenhuma editora conseguiu publicar todos os livros da série. Então, se você quiser ler a coleção completa vai ter que ler a versão portuguesa mesmo. 

Vou listar os livros. Também há alguns contos, mas estes não vou mencionar aqui.



3. Clube dos mortos

4. Morto para o mundo

5. Absolutamente morto

6. Definitivamente morto

7. Todos mortos juntos

8. Pior do que morto

9. Morto e enterrado

10. Morte em família

11. Dead Reckoning

12. Deadlocked

Aqui no Brasil, alguns livros receberam outros títulos, mas vou manter a versão portuguesa porque é a que eu tenho. 

Resenha sobre o livro A canção da Espada (com spoiler)


Eu já estava com saudades das ironias de Bernard Cornwell ao descrever as aventuras de Uhtred. Dei um tempo na leitura da série Crônicas Saxônicas para ler outros estilos e agora decidi dar continuidade. 

A Canção da Espada é o quarto livro da série. A história começa com Uhtred sendo convocado para falar com um morto que diz que ele será rei. Como Uhtred adora essas coisas, foi ouvir o que o morto tinha a dizer. E foi uma cena e tanto para esse morto sair da sepultura e falar!

Mas tudo isso não passava de uma armação de Sigefrid, que queria fazer de Uhtred rei da Mércia e para isso queria que ele trouxesse Ragnar para lutar ao lado deles. Claro que Uhtred ficou bastante tentado com a proposta, mas ao descobrir que o morto estava na verdade bem vivo e tudo não passava de armação, resolveu continuar com sua lealdade a Alfredo. 

Æthelflaed, filha de Alfredo, está passando por momentos difíceis com o seu esposo, Æthelred. Ele é um homem ciumento e tenta controlá-la à força. Só que até mesmo Alfredo defende a violência do genro, dizendo que Æthelflaed precisa aprender a obedecer ao marido. O ano é 885, então não dá para se surpreender com isso. 

A batalha contra Sigefrid para conquistar Lundene mostra mais do heroísmo de Uhtred. No entanto, o padre Pyrlig tem uma importante participação nela. E também Osferth, filho bastardo de Alfredo, é tomado por um momento de coragem e fere Sigefrid significativamente. 

Depois que Lundene foi tomada, tudo parecia estar mais tranquilo até que Alfredo aparece lá de surpresa, nomeia Uhtred governador militar e Erkenwald bispo de Lundene. Só que Erkenwald odeia Uhtred e claro que os dois liderando um mesmo lugar não daria certo.

Æthelred sente ciúmes de Uhtred, quer ter a mesma fama de guerreiro temido que Uhtred tem. Por isso ele vai batalhar contra os vikings sozinho. Nessa batalha, os homens de Sigefrig capturam Æthelflaed. Uhtred é enviado para negociar o seu resgate e é humilhado por Sigefrid. E além disso, ele propõe que Uhtred lute com um gigante, o Weland. Mas Steapa, louco por uma luta, se propôs primeiro. Foi um combate corpo a corpo, uma luta feroz entre dois gigantes.

A grande surpresa depois da negociação do resgate foi descobrir que Erik (irmão de Sigefrid) e Æthelflaed estavam apaixonados. Erik propõe a Uhtred que o ajude a fugir com ela. Uhtred aceita o desafio, mas os planos não saem como o esperado.

Haesten, que estava ao lado de Sigefrid e Erik, decide traí-los raptando Æthelflaed para ficar com o valor do resgate sozinho. Quando Uhtred chega para ajudar Erik a fugir com Æthelflaed, é com essa cena que se depara. Então, Uhtred luta contra os homens de Haesten, depois contra os homens de Sigefrid, é uma confusão só. Todo mundo traindo todo mundo e os homens lutando sem saber por quem. É de dar boas risadas com essas confusões que o autor relata.

No início dessa série eu não gostava muito de Uhtred. Agora estou mais habituada com o jeito dele e até gosto. O final desse livro foi lindo com Uhtred consolando Æthelflaed, pois Sigefrid matou Erik.

Uhtred diz a Æthelflaed que ninguém deverá saber sobre o caso de amor que ela teve com Erik. Foi lindo!

O próximo livro da série é Terra em Chamas.

Leia também: As Crônicas de Artur

20 de abril de 2019

A Batalha Final - Redenção 4



Revelação de capa!

Em breve estará disponível na Amazon o último livro da série Redenção, A Batalha Final.

Já conhece essa série?

Deixo aqui a sinopse do primeiro livro, Cidade dos Vampiros:

Alguma vez você já se perguntou de onde surgiram os vampiros? Se eles de fato já existiram? Stella não acreditava em nada disso, para ela os vampiros só existiam na ficção. Até que um dia ela se deparou com um. E, contra a sua vontade, foi levada à Cidade dos Vampiros, onde descobriu que muitas coisas das quais não acreditamos são mesmo reais. Coisas que normalmente não vemos, até que um dia elas se revelam a nós.

Os três primeiros livros já estão à venda na Amazon através deste link

15 de abril de 2019

Segredos - Capítulo 1



Olá, apreciadores da leitura!

Estou escrevendo uma nova história. Vou deixar aqui o primeiro capítulo como degustação. Se vocês se interessarem, postarei mais capítulos depois.

Capítulo 1 

Era fim de tarde. Aled havia cortado a última tora de madeira e dera seu trabalho por encerrado naquele dia. Com o intuito de se refrescar, ele caminhou até o riacho. Retirou a camisa às pressas e estava prestes a pular na água quando algo chamou a sua atenção. O tecido vermelho se destacava em meio à paisagem predominantemente verde. Aled tentou concentrar sua visão naquele ponto vermelho. Logo ele constatou que se tratava de uma pessoa. Uma mulher. 

Nadando, ele foi até ela, que se encontrava à beira do riacho, com metade do corpo ainda dentro da água. O vestido vermelho estava parcialmente rasgado, revelando uma pele clara e machucada. A mulher deveria ter vindo de muito longe, sendo carregada pela correnteza e tendo sua pele machucada pelos galhos e raízes de árvores que encontrou pelo rio. 

Aled se aproximou e tocou nela com cuidado. Ainda estava viva. Mas, se ele não fizesse algo, ela morreria em breve. 

A cabana onde Aled morava não ficava muito longe. E sendo jovem e forte, ele não teve dificuldade de carregar a mulher até um lugar seguro e aquecido. Não foi preciso fazer respiração boca a boca, visto que ela respirava sem dificuldade. Só estava desacordada, talvez devido ao cansaço. 

Aled a deitou no tapete, perto da lareira. Em seguida foi até o quarto, onde pegou uma de suas roupas. Ao voltar para pequena sala, retirou com cuidado do que sobrava do vestido da mulher. A visão de seu belo corpo nu o deixou um pouco incomodado, pois fazia muito tempo que ele não via uma mulher. Ainda mais tão bela. Afastando os pensamentos inapropriados, ele tentou vesti-la o mais depressa possível. Só depois que ela estava devidamente coberta com uma calça e um casaco, Aled se afastou um pouco e se sentou do outro lado da pequena sala. Ele observava com curiosidade aquela misteriosa mulher e se questionava como ela poderia ter aparecido ali, uma vez que estavam muito longe de qualquer lugar habitado por humanos. E se ela vinha de tão longe assim, como conseguiu sobreviver? 

Os cabelos escuros da mulher não eram muito longos, ficavam na altura dos ombros. Seu rosto delicado estava um pouco arranhado. Os lábios, que agora estavam adquirindo de volta o tom avermelhado, estavam levemente entreabertos. Aled imaginou que gosto eles teriam, mas, mais uma vez, afastou esses pensamentos e resolveu ir para a cozinha preparar alguma coisa para comer. 

No dia seguinte, ele daria um jeito de mandar a mulher embora. Provavelmente devia haver pessoas à procura dela nesse momento e Aled não queria ser incomodado por ninguém ali, invadindo as suas terras. Foi com muito sacrifício que ele conseguiu encontrar um lugar como aquele para viver. Não ia ser por causa de uma mulher que colocaria a sua segurança em risco.