Primeiras impressões sobre Simplesmente Blue

12 de outubro de 2019

Eu estava ansiosa para o lançamento desse livro. Não foram a sinopse nem a capa que me cativaram, mas o fato de ser um livro da Amy Harmon. Desde que li Beleza Perdida a autora conquistou um lugar no meu coração. Infinito + um foi outro livro dela que me conquistou. 

Espero poder adquirir Simplesmente Blue em breve. Por enquanto li apenas a amostra grátis. Talvez eu leia Correndo Descalça antes de adquirir esse, pois já o tenho aqui. 

Mas, vamos às primeiras impressões:

Blue Echohawk é uma garota que desconhece sua origem. Sua mãe morreu quando ela tinha 2 anos e depois disso ela foi criada por um índio chamado Jimmy. Com ele aprendeu muitas coisas relacionadas à arte com madeiras. 

Nos primeiros capítulos não há informações sobre o que aconteceu com Jimmy, mas na adolescência Blue passa a viver com Cheryl, mulher que a adotou. 

Blue é uma garota que se finge de durona, faz os colegas de escola a temerem. Se veste de maneira sexy e tem ar de indiferente. Mesmo assim não a achei chata. Desde o início dá para perceber que por trás da armadura há alguém com uma vida difícil. 

O par romântico de Blue será o Sr. Wilson, professor de história, mas o envolvimento entre eles ocorrerá mais tarde, pois no início a autora dá destaque a outros fatos relevantes à vida de Blue. 

Wilson é o oposto dela. Gentil, amoroso, paciente... Li em algumas resenhas por aí que ele é quase perfeito. 

Espero poder ler o livro completo em breve e depois disso corro aqui para contar como foi a leitura.

Abraços!

Leia também: Uma vida sem limites

Sob sua Obsessão

23 de setembro de 2019


ABANDONADO!

Não gosto de abandonar leituras. Sou daquele tipo de leitora que gosta de ir até o fim porque acredito que alguma coisa boa possa ser encontrada na história. Mas, alguns livros, infelizmente... Aprendi recentemente que a vida é curta para perder tempo com uma leitura que não está lhe agradando muito. 

A história começa com o sequestro de Sara. Como o FBI havia descoberto que Peter frequentava regularmente a casa de Sara, Peter precisou fugir. Mas, claro, ele não ia deixar Sara para trás, pois estava muito obcecado por ela.

Peter leva Sara para uma montanha no Japão. Ela fica presa em uma casa onde o acesso só é possível através de helicóptero ou qualquer coisa que voe. Então, Peter controla totalmente a vida de Sara. O que eu achei mega estranho foi que os homens que trabalham para Peter também ficaram nessa casa. Então, Sara fica dividindo o mesmo espaço com Ilya, Yan e Anton. 

Quando Sara começa a ter mais proximidade com os "amigos" de Peter, o mesmo começa a demonstrar um ciúme exagerado. É uma coisa bem infantil mesmo. Quando eles saem para uma missão e depois voltam feridos, Sara, que é médica, passa a cuidar dos ferimentos deles. 

Volta e meia Sara tenta fugir. Mas é cada pensamento sem noção, porque é óbvio que não é tão simples assim escapar.

O fato da história ser boba, tudo bem. Eu não me importaria muito. O que me incomodou foram as cenas íntimas. Peter faz com que Sara se sinta humilhada, mas ao mesmo tempo ela gosta. Difícil compreender.  Então, quando Peter foi escroto demais, aí chegou a hora de abandonar a leitura. Vi que não me acrescentaria nada mesmo. 

A série ainda tem mais dois livros, mas eu paro por aqui. São mencionados personagens de outros livros da autora, por isso ela recomenda a leitura desses livros antes de dar continuidade. Não tenho a intenção de ler esses livros também. O único livro da autora que tenho é Encontros Íntimos, pela sinopse, ainda tenho interesse em ler. Vamos ver no que vai dar... 

A arte de perder - Elizabeth Bishop

20 de setembro de 2019

A arte de perder não é nenhum mistério
tantas coisas contém em si o acidente
de perdê-las, que perder não é nada sério.
Perca um pouco a cada dia. Aceite austero,
a chave perdida, a hora gasta bestamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.
Depois perca mais rápido, com mais critério:
lugares, nomes, a escala subsequente
da viagem não feita. Nada disso é sério.
Perdi o relógio de mamãe. Ah! E nem quero
lembrar a perda de três casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério.
Perdi duas cidades lindas. Um império
que era meu, dois rios, e mais um continente.
Tenho saudade deles. Mas não é nada sério.
Mesmo perder você (a voz, o ar etéreo, que eu amo)
não muda nada. Pois é evidente
que a arte de perder não chega a ser um mistério
por mais que pareça muito sério.
A arte de perder - Elizabeth Bishop

Resenha sobre o livro Por trás de seus olhos

14 de setembro de 2019

Li esse livro por causa de uma leitura conjunta em um grupo do WhatsApp. Não seria um livro que despertaria meu interesse de imediato, também não achei a capa interessante, enfim... Eu deixaria esse passar. No entanto, após a leitura, percebi que seria um livro que eu indicaria, pois é bem intrigante. E a capa faz todo sentido.

Louise trabalha como secretária em uma clínica psiquiátrica. Ela é separada e tem um filho, Adam, que ainda é um garotinho. Cansada da rotina, Louise vai a um bar, conhece um homem, acha-o interessante e se diverte como há muito tempo não fazia. Eles acabam se beijando, mas logo em seguida, o homem vai embora.

Quando volta ao trabalho, Louise descobre que o homem que beijou no final de semana é o seu novo chefe, que ainda por cima é casado. Ela tenta esquecer o que aconteceu, mas a atração entre os dois acaba falando mais alto. 

Ao mesmo tempo, por "coincidência", Louise acaba conhecendo Adele, esposa de David, seu chefe. Adele é uma mulher linda, atraente, elegante... e Louise fica sem entender porque a relação dela com David não parece ir muito bem.

Louise acaba sentindo uma certa obsessão pelo casal. Não consegue terminar o caso com David, nem consegue acabar a amizade com Adele. 

Adele, por outro lado, é uma personagem bem intrigante. Ela sabe de coisas que o leitor fica se perguntando como ela é capaz de descobrir tudo aquilo. Todo o mistério do livro gira em torno de Adele. E no final, podem ficar tranquilos, tudo é esclarecido. Não fica nenhuma ponta solta. Tem algumas coisas que parecem um pouco absurdas ou coincidências demais, mas nada que comprometa a surpresa final. 

- Todo mundo tem segredos, Lou - comenta Sophie. - Todos devem ter direito a guardar segredos. Não dá para saber tudo sobre uma pessoa. Você enlouqueceria se tentasse. 



Avaliações sobre Cidade dos Vampiros

6 de setembro de 2019

A série Redenção, cujo primeiro livro é Cidade dos Vampiros, me causou uma grande surpresa. A aceitação dos leitores foi maior do que nos demais livros que escrevi. Dos meus livros, essa série é a mais lida, comentada, divulgada... E a surpresa para mim foi que nunca imaginei que escrever sobre vampiros e anjos pudesse ser o meu ponto forte. Deixo abaixo as avaliações que recebi no site da Amazon, onde os livros estão disponíveis. 

"A história começa leve e termina de forma impactante. No início achei que a escritora acelerou o desenvolvimento de alguns fatos, algumas emoções, mas quando chegou na história principal conseguiu dosar acertadamente a sensação de empolgação no leitor. Estou no aguardo da continuação e espero que não o demore. Rs."

"A autora conseguiu fazer a proeza de trazer um livro, breve, sucinto, porém bem trabalhado. O texto vai direto ao ponto, os acontecimentos são marcantes, os personagens misteriosos e imprevisíveis e o final deixa com um gosto de quero mais. Uma excelente aquisição nacional do universo dos Vampiros e anjos."

"Adorei o texto desse livro é leve e prende a atenção. Mas sou imediatista. Quero ler logo o próximo. Continue pois você é uma ótima escritora."

"Adorei a história, á imersão é constante."

"Adorei a história, gosto muito do gênero então é muito difícil ser surpreendida por novas histórias. Esse livro foi uma doce surpresa, gostei muito da versão da autora sobre o surgimento do Original. Até o momento a série está muito envolvente pois a história é muito bem escrita e segue uma boa sequência sem furos na história. Espero que continue assim, empolgada com os próximos livros. Super recomendo."

"Uma estória bem diferente mas muito interessante, que deixa um gosto de quero mais!!!! Tô amando!!! Mal posso esperar o próximo!!!"

"Me surpreendi com o seu livro,confesso que no começo pensei em desistir,mas conforme fui me aprofundando mais fui querendo saber mais e apenas em um dia li seu livro inteiro. Gostei muito mesmo e espero ansiosa pelo próximo exemplar."

"Eu realmente amei este livro e espero que a sequência seja tão bom como esse. ❤"

"Amei o livro, bem escrito, linguagem clara e objetiva e de um gostinho do que acontecerá com Stella e Lamon.
Ansiosa para o 2° livro da série..."

"Adorei a história..ansiosa para o segundo livro!"

Legal, não? E você? Já conhece essa história? Fala também para nós o que achou. 😉

Os livros e a pirataria

30 de agosto de 2019
Resultado de imagem para cupom válido

Participo de alguns grupos de leitura on-line. Alguns são grupos de leitura conjunta, outros de sugestões de livros e outros funcionam apenas para compartilhamento de PDFs. Em todos esses grupos volta e meia surge o debate: é correto compartilhar PDFs? Os argumentos são de todos os tipos, alguns coerentes, convincentes... outros nem tanto.

Claro que não é correto compartilhar de forma gratuita arquivos de livros que escritores e a equipe editorial trabalharam duro para publicar. Mas, quem nunca baixou um livro, fez as famosas xérox na época da faculdade, assistiu a filmes em sites piratas, etc. etc. que atire a primeira pedra.

O meu propósito aqui não é julgar ninguém, apontar o dedo em ninguém, muito menos propor o fim da pirataria, pois seria como enxugar gelo. Quero apenas dar duas dicas para amenizar os prejuízos causados pela distribuição gratuita do trabalho alheio. 

1. Se você ama livros digitais, a assinatura do Kindle Unlimited é uma solução e tanto. Quando assinei, eu ainda nem tinha o meu Kindle. Baixei o aplicativo no celular e no computador e lia à vontade. Se você procurar bem, vai encontrar títulos bem interessantes para todos os gostos. A assinatura custa apenas R$ 19,90 e você ainda pode pegar aquelas promoções que a Amazon faz direto e pagar por três meses apenas R$ 1,99. Vale muito a pena!

2. Se você não é tão fã assim de livros digitais e prefere os livros em formato físico, o lance é ficar de olho nas promoções. Sempre tem alguma rolando! Mas, se você é um leitor impaciente e não gosta de ficar procurando ou aguardando as promoções, ainda existe solução: os cupons de desconto.

O Cupom Válido é um site que reúne promoções e cupons de desconto em várias lojas. E é supersimples utilizar esses cupons. Basta entrar no site Cupom Válido, escolher uma das lojas, clicar no ícone para ver o cupom e depois copiá-lo. No ato da compra, é só copiar o código do cupom. Se você ainda tiver dúvidas, o próprio site dá o passo a passo.

Com boa vontade e organização, dá para você comprar seus queridos livros (e até mesmo outros produtos) e ajudar quem trabalhou duro a ter o seu trabalho reconhecido e valorizado.   

Resenha sobre o livro Church

29 de agosto de 2019

Nunca vi tanta desestrutura emocional em um livro só. 

Resolvi deixar a preguiça de lado e me aventurar a ler alguns livros em Inglês. Não tem sido fácil porque meu Inglês é intermediário e dá preguiça mesmo de forçar um pouquinho a mente. Mas, fiz essa meta e desejo cumpri-la. Estou lendo outro livro em Inglês também e em breve a resenha dele estará por aqui.

Church fala sobre Emma, uma garota que tem uma péssima mãe. Margo é desestruturada, tem relacionamentos com homens desestruturados também, porém, ricos. Ou melhor, não que sejam ricos, apenas que têm melhores condições financeiras que ela. Emma, lógico, foi abusada por alguns desses "namorados" da mãe.

Mas agora Margo está com Jerry. De todos os namorados da mãe, esse parece ser o menos pior, pois pelo menos ele não abusa Emma. Margo quer que Jerry pense que eles são agora uma família completa e feliz, porém, lá no fundo, Margo não gosta de Emma. As duas apenas se aturam. 

Emma estava fazendo faculdade e sua vida parecia estar entrando nos eixos, até que Church aparece. Church, que na verdade se chama Paul, é filho de Jerry. Ele é um rapaz um pouco esquisito, não fisicamente, pois, fisicamente, ele é lindo. Mas, sua mente é perturbada. Church tem mesmo um distúrbio psicológico, inclusive ele diz qual é, mas, como eu li esse livro aos pouquinhos, esqueci o termo correto. Ele é tipo um psicopata, com tendências a matar... Não vou me aprofundar nisso para não dar mais spoiler. Ah, e Church tem uma inteligência acima da média também.

Emma é aparentemente normal. O problema é que ela já passou por muita desgraça na vida, e ter uma mãe que deixa claro que não a ama não ajuda em nada. Então, quando ela conhece Church e se apaixona por ele, Emma fica disposta a tudo, ela é capaz de fazer qualquer coisa que Church pedir. E uma vez que Church é louco o que ele pede não é nada bom... 

O romance deles é uma coisa doentia mesmo. Church também tem seus traumas, pois a mãe dele o espancava quando ele era criança. 

Então, o livro é repleto de cenas pesadas, por isso não sei se darei continuidade à leitura. O segundo livro se chama Preach. Ambos estão na Amazon disponíveis pelo Kindle Unlimited. 

Revelação de capa do livro Társis

20 de agosto de 2019

Em primeiríssima mão, revelo aqui a capa do livro Társis, o primeiro livro da série Os Renascidos.

Para quem leu a série Redenção, que conta com quatro livros: Cidade dos Vampiros, Academia dos Anjos, O Poder do Arcanjo e A Batalha Final, sabe que ficou no ar uma incerteza sobre o surgimento de um novo vampiro. Pois bem, Társis é o livro que contará a história do renascimento de um novo vampiro. 

A série Os Renascidos não é uma continuação da série Redenção. Na série Redenção, os personagens principais tiveram o seu desfecho. A série Os Renascidos trará novos personagens e descendentes de personagens da série Redenção, mas as histórias podem ser lidas independentemente de você ter lido Redenção. Claro que quem já leu, terá um bônus a mais, que é conhecer os antepassados de alguns personagens. 

O que esperar?

Társis será um personagem forte. Quando renasceu, ele ficou destituído de sentimentos. Seu único objetivo de vida será caçar, se alimentar e matar. Ele vai se divertir causando terror em suas presas. 

Toda garota com quem sai, facilmente vira alimento para ele depois, até conhecer Febe. A inteligência da garota despertará o interesse de Társis, mas não se trata de amor, se trata de desafio. Febe é uma presa difícil de matar, porque ela tem algo a seu favor, tem o segredo do mistério que Társis tanto quer descobrir. 

O lançamento do livro Társis ainda não tem data prevista, mas aguardem as novidades por aqui.

Abraços!!!

Ah, e para quem ainda não conhece a série Redenção, deixo aqui o link do primeiro livro

Resenha sobre o livro O Mundo Depois

10 de agosto de 2019

O Mundo Depois é o segundo livro da trilogia Fim dos Dias. Foi publicado em março de 2017 pela Verus Editora.

O livro é dinâmico, pois a vida de Penryn continua repleta de emoções. Sua irmã, Paige, agora possui cicatrizes no rosto e uma dentição que parece uma navalha. Por conta disso, todos na resistência passam a temer a menina. A mãe de Penryn também causa temor, pois todos sabem que ela é louca. 

Penryn é a única considerada normal, mas o fato dela quase ter morrido e ter sido resgatada pelo anjo das asas negras fez com que o líder da resistência ficasse com um pé atrás com ela. 

Quando Paige é capturada, Penryn parte em busca da menina. Cheia de empatia, ela procura ajudar alguns prisioneiros e acaba se complicando ainda mais. Porém, quando Penryn tem a oportunidade de ir até o novo local onde os anjos se reúnem, ela não perde a chance de ir em busca de uma solução para o "problema" de sua irmã. Uma grande surpresa acontece nessa reunião. Penryn tem a chance de reencontrar Raffe, o que é muito bom, pois ele achava que ela estava morta.

Penryn agora conta com a companhia de Raffe para ajudá-la, mas os dois ainda têm que enfrentar muitas coisas para conseguirem seus objetivos. 

Acho interessante o quando Raffe resiste ao sentimento que tem por Penryn. Ele sabe que ter um relacionamento com ela só complicaria as coisas ainda mais. No entanto, é lindo ver o cuidado que um tem com o outro. Durante os desafios, eles se completam. 

O terceiro livro da trilogia se chama Fim dos Dias.

Resenha sobre o livro O Perseguidor: Um Romance Dark

25 de julho de 2019

Quando eu recebi a indicação desse livro, fiquei um pouco com o pé atrás. Temia ser um livro erótico sem muito conteúdo. Mas a sinopse chamou minha atenção com todo o mistério em torno de um militar russo. 

Peter perdeu sua família enquanto estava em uma missão. Ele tinha um trabalho violento e arriscado, por isso mantinha a sua esposa e seu pequeno filho morando seguros em um pacato vilarejo. Só que o improvável aconteceu. O vilarejo virou alvo de uma operação mal-sucedida e a família de Peter morreu nesse atentado. 

Peter acabou saindo da sua Organização e se tornou um perigoso justiceiro. Ele conseguiu o nome de todas as pessoas que estavam envolvidas naquele fatídico atentado e buscou vingança. Assassinou todos eles. Ou melhor, quase todos.

O esposo de Sara estava nessa lista. Sara era uma obstetra viciada em seu trabalho. O esposo dela, jornalista, havia sofrido um acidente e se encontrava hospitalizado. Mas o casamento deles já não ia bem. Na verdade, estavam separados, só que para o resto do mundo eles tinham um casamento perfeito.

Quando Peter entrou na casa de Sara para descobrir o paradeiro do marido dela, ele não foi nada gentil. Peter a torturou para que ela pudesse revelar onde o marido se encontrava. Sara resistiu à tortura e não entregou o marido. Mas Peter era acostumado a conseguir o que queria de suas vítimas, e a drogou para que ela pudesse ficar desinibida e falar tudo.

Peter alcançou seu objetivo e assassinou o esposo de Sara, embora o mesmo já estivesse em estado vegetativo. Mas, ao invés de ir embora e ir em busca do próximo da lista, Peter se tornou obcecado por Sara. A vigiava constantemente com câmeras escondidas em sua casa e com espiões no encalço dela. 

Passou a invadir a casa de Sara e fazê-la ficar junto dele, forçando um relacionamento. Peter não a abusava fisicamente. Ao invés disso ele queria forçar uma relação normal. Preparava jantares, penteava os cabelos de Sara, "cuidava" dela. Ele queria que ela perdesse o medo dele e aceitasse o relacionamento.

Sara estava ciente do absurdo da situação. Mesmo assim se sentia atraída por Peter. Ela queria entregá-lo para a polícia, mas temia que Peter acabasse matando mais pessoas que ela amava. Por isso foi se conformando em ficar nessa situação.

No final do livro Peter foi obrigado a tomar uma decisão que mudaria por completo a vida de Sara. para isso, ele não mediu esforços em abusar do seu poder. 

O livro não foi tão horrível como imaginei que seria. Não é uma história inocente, mas também não é tão repulsiva, se considerarmos que é apenas uma ficção.  

Fiquei curiosa para saber o desfecho, pois se trata de uma trilogia. 

O próximo livro, Sob sua Obsessão, já foi publicado e o último livro, Destinos Entrelaçados, será publicado no início de setembro. 

O Perseguidor foi lançado em junho de 2019 pela editora Mozaika Publications. 

Leia também: Amor Amargo.