Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2020

Resenha sobre o livro Ônix

Imagem
  Ônix é o segundo livro da saga Lux. Nele, Katy e Daemon precisam aprender sobre a conexão que existe entre eles que surgiu depois que Daemon curou Katy e com isso evitou que ela morresse.  Daemon demonstra seu interesse em namorar Katy, mas ela acha que ele está dessa forma por causa da conexão e não porque está realmente apaixonado por ela. O livro inteiro os dois ficam com esse lenga-lenga, mas, ainda bem que a história não se resume somente a isso e coisas bem interessantes acontecem.  Katy está desenvolvendo poderes. Isso também se deve ao fato de Daemon tê-la curado. Eles descobrem que Katy se transformou em uma híbrida. Um garoto todo misterioso surge na escola e Katy fica amiga dele. Daemon implica com o garoto, mas Katy acha que é apenas por ciúme e nem se dá conta de que o garoto pode ser, sim, uma ameaça.  Personagens que estavam desaparecidos no primeiro livro aparecem e novos inimigos também.  Confesso que esse segundo livro, apesar de não ser chato, me deu uma desanimada

Os sofrimentos do jovem Werther

Imagem
Os Sofrimentos do Jovem Werther (1774) é um romance de Johann Wolfgang von Goethe. Marco inicial do romantismo, considerado por muitos como uma obra-prima da literatura mundial, é uma das primeiras obras do autor, de tom autobiográfico - ainda que Goethe tenha cuidado para que nomes e lugares fossem trocados e, naturalmente, algumas partes fictícias acrescentadas, como o final. Neste livro, o suposto Jovem Werther envia por um longo período cartas ao narrador que, no próprio livro, através de notas de rodapé, afirma que nomes e lugares foram trocados. O romance é escrito em primeira pessoa e com poucas personagens. Na época ocorreu, na Europa, uma onda de suicídios, de tão profundo que Goethe fora em suas palavras. Num estilo completamente adverso a Fausto, mas não menor que neste. Sempre tive muita vontade de conhecer essa história. Lembro-me de quando estudei Literatura no Ensino Médio, o Romantismo foi o movimento que mais gostei. As cartas que Werther envia para se

Resenha sobre o livro Não é errado ser feliz

Imagem
  Evvie Drake mora em uma pequena cidade que fica no estado do Maine. Ela vive em uma casa enorme e vazia, já que seu esposo morreu e eles não tinham filhos. O marido de Evvie, Tim,  era um médico que vinha de uma família bem conceituada na cidade. E por ela ser filha de pescador, todos achavam que Evvie tivera muita sorte em se casar com Tim. A verdade é que ela não era feliz no casamento e escondia isso de todos, inclusive do seu melhor amigo, Andy.  O motivo de Evvie não ser feliz é que Tim a menosprezava e tinha um comportamento agressivo. Não com ela, ele nunca a bateu, mas quebrava coisas e a deixava em estado de alerta e nervosa. Mas, para todos, Tim era um excelente médico e uma pessoa respeitada na cidade. Evvie estava prestes a ir embora de casa e abandonar Tim, sem dizer a ninguém, quando recebe uma ligação e fica sabendo do acidente que o marido sofreu. Tim morre nesse acidente e Evvie não conta a ninguém que estava prestes a deixá-lo. Ela se refugia na enorme casa e todos

Resenha sobre o livro Pessoas Normais

Imagem
  Conheci esse livro por causa da série. Não assisti, mas vi muita propaganda por aí e me interessei pela história.  Pessoas Normais fala sobre dois adolescentes, Connell e Marianne. Connell é um jovem bonito e popular na escola. E Marianne é considerada a garota estranha e não tem amigos na escola. Ou seja, o oposto de Connell no quesito popularidade.  A mãe de Connell trabalha na casa dos pais de Marianne como empregada doméstica. Mesmo que se conhecessem, Connelle Marianne não eram amigos e não tinham o hábito de conversar um com o outro. Até que um dia, ao buscar a mãe no trabalho, Connell e Marianne começam a interagir. Logo isso se transforma em amizade e depois se torna uma relação sexual. Não é namoro, nem apenas amizade... e eles ficam nisso por um tempo. Connell tem receio que sua reputação na escola fique comprometida caso os amigos descubram que ele costuma dormir com Marianne. Portanto, os dois mantêm isso em segredo. Depois que Connell e Marianne se formam no Ensino Médio

Resenha sobre o livro Senhor das Sombras

Imagem
  Eu achava que já tinha escrito a resenha desse livro, pois faz um tempinho que li.  Senhor das Sombras é o segundo livro da trilogia Os Artifícios das Trevas. Para quem não conhece os livros da Cassandra Clare deixa eu explicar o seguinte: apesar dos títulos tenebrosos, as histórias são tranquilas, não são de terror. Rsrs. Portanto, se vocês forem medrosos feito eu, podem ler sem receio.  Neste segundo volume, Kit está se adaptando ao Instituto e aos seus dois novos amigos, Ty e Livvy. A amizade dele com Ty está se tornando algo especial.  Mark e Emma estão fingindo namorar, o que me deixa muito triste por Jules, meu personagem preferido dessa história. Mas, nem tudo é sofrimento, coisas legais acontecem. No reino das fadas, Kieran está prestes a ser assassinado. Mark vai até lá para salvá-lo. Quando Jules e Emma descobrem que Mark se foi, decidem ir atrás dele. Cristina também decide ajudá-los. No reino das fadas, coisas terríveis acontecem. Os caçadores de sombras são postos à prov

Doce Perdão - Um conto de Natal

Imagem
 Olá, apreciadores da leitura! Mais uma vez vou deixar um conto meu disponível para vocês.  Estou atrasada. Acordei cedo, minhas malas estavam prontas desde o dia anterior, mas passei muito tempo me despedindo do Ricardo. Agora, no táxi a caminho do aeroporto, lembro de nossa despedida e dou um sorriso. Ricardo é sempre muito carinhoso, principalmente quando estamos a sós em nosso cantinho, nossa casa. Sou feliz com ele. Muito feliz. Mas há algo que ainda me incomoda em minha vida. Não em minha vida com ele, mas com o meu passado. Chego ao aeroporto e vou direto para o check-in. Não levo muito tempo, pois já havia adiantado tudo pela internet. Na sala de embarque, envio algumas mensagens para Ricardo. Nunca passamos duas semanas longe um do outro. Essa será a primeira vez. Estou longe dele há apenas duas horas, e já sinto sua falta. Falta do seu abraço, do seu toque, do seu cheiro. Provavelmente a essa hora ele está a caminho do trabalho. Só verá minhas mensagens mais tarde, quando

Resenha sobre o livro A rosa da meia-noite

Imagem
  Se você um dia topar com algum livro da Lucinda Riley por aí e ficar em dúvida se comprar ou não comprar, o que eu diria a você seria: compre! Tudo o que essa mulher escreve é fantástico! A rosa da meia-noite estava guardadinho na minha estante desde 2014. Mas, este ano eu resolvi deixar o kindle um pouquinho (só um pouquinho) de lado e olhei com mais carinho para a minha estante.  Decidi ler A rosa da meia-noite e fiquei encantada com a história. E amo o estilo da autora de misturar duas histórias, passado e presente. É uma fórmula muito boa.  Vamos conferir a sinopse? Atravessando quatro gerações, A Rosa da Meia-Noite percorre desde os reluzentes palácios dos marajás da Índia até as imponentes mansões da Inglaterra, seguindo a trajetória extraordinária de Anahita Chavan, de 1911 até os dias de hoje. Uma paixão para a vida toda. Uma procura sem fim. No apogeu do Império Britânico, a pequena Anahita, de 11 anos, de origem nobre e família humilde, aproxima-se da geniosa Princesa Indir

Resenha sobre o livro A menina mais fria de Coldtown

Imagem
  Eu tenho este livro desde o seu lançamento, que foi em 2014. Ele estava na minha estante guardado com todo carinho. Então, certo dia, ao pesquisar na internet uma história sobre vampiros para ler, descobri esse livro. E eu nem sabia que a história era sobre vampiros. Vi a capa, lembrei que tinha esse livro em minha estante e decidi iniciar a leitura imediatamente. Eu também não tinha me dado conta que esse livro era da Holly Black, mesma autora da trilogia O Povo do Ar e de outros livros muito bons que tem por aí.  A menina mais fria de Coldtown fala sobre Tana, uma jovem forte que teve uma infância marcada pela perda da mãe. A mãe de Tana foi infectada por um vampiro e quando isso acontecia a pessoa ficava "resfriada". Tinha que ficar em isolamento para poder não se alimentar de sangue porque se isso acontecesse, a pessoa se tornava vampira. os infectados atacavam quem quer que fosse, não conseguiam controlar o desejo por sangue. Por isso, uma das alternativas para essas p

Resenha sobre o livro A Rainha do Nada

Imagem
  A Rainha do Nada foi o lançamento mais desejado do ano para mim! Ainda bem que eu li os primeiros livros da trilogia em agosto deste ano, então a espera não foi assim tão longa... Mas, pareceu ser! Li o livro em um dia, amei cada página e queria que o livro tivesse mais páginas só para eu poder curtir mais o Cardan e a Jude.  A Rainha do Nada é o terceiro livro da trilogia O Povo do Ar, da autora Holly Black (que entrou na minha lista de autoras favoritas). O livro fala sobre o reino das fadas, um lugar encantador e ao mesmo tempo perverso, principalmente para um humano. No início do livro, Jude, a nossa protagonista humana, mas que não fica atrás de nenhum feérico, está exilada no mundo mortal. Ela está se virando fazendo alguns serviços para fadas que vivem no mundo dos humanos, ou seja, não perdeu o prazer pelo perigo e aventuras. No entanto, sente muita falda do Reino das Fadas. Finalmente, certo dia, a oportunidade de voltar para lá chega. E chega de um modo muito inusitado. Jud