21 de novembro de 2014

Resenha de Enders



Muita tecnologia e pouco romance, é o que vamos encontrar na continuação de Starters, da autora Lissa Price. Callie está longe de ter a vida tranquila que tanto deseja. Ela conseguiu herdar de Helena a sua mansão e outros bens materiais, mas está longe de poder usufruir de uma vida tranquila ao lado de seu irmão e seu amigo Michael. 

Callie ainda possui um chip e ainda pode ser controlada pelo Velho. Mesmo refugiado, ele ainda a obriga a presenciar coisas horríveis para demonstrar o seu poder.

Em Enders, Callie luta boa parte do tempo por sua liberdade, mesmo parecendo cada vez mais impossível. A vantagem é que ela encontra pessoas dispostas a ajudá-la e muitos segredos são revelados. Inclusive sobre seu pai. Callie descobre que ele fez estudos que podem ajudá-la. Mas o perigo ainda está em confiar nas pessoas certas.

Callie conhece Hyden, um Starter que sabe muitas coisas e poderá ajudá-la. Mas até que ponto ela poderá confiar nele?

Enders, assim como Starters, traz  cenas de crueldade física e mental, uma vez que há pessoas ocupando e dominando os corpos de outras, usando esses corpos jovens, saudáveis e perfeitos para conseguir realizar coisas egoístas, como o poder de controlar alguém.

Callie é uma personagem que demonstra muita força. Ela é corajosa. Olha nos olhos de seus inimigos e os enfrenta destemidamente. Quando não há outro jeito, é preciso ser forte e enfrentar os desafios que nos aguarda.

O final do livro foi compensador. No entanto, deixa claro que a paz não é algo tão simples de se alcançar.

6 de novembro de 2014

Adam e Mia - Se eu ficar / Para onde ela foi

Eu sempre quis fazer posts sobre os casais que me fizeram suspirar enquanto lia. Sem dúvida Adam e Mia fazem parte dos personagens dos livros que me encantou. Por isso compartilho esse post com vocês. Espero que gostem. 




"Ela partiu para Juilliard no dia seguinte ao Dia do Trabalho. Eu a levei até ao aeroporto. Ela me beijou ao se despedir e me disse que me amava mais do que a vida em si. Então partiu. Mia nunca mais voltou". (Para onde ela foi, p. 43)




"Mas eu faria de novo. Faria aquela promessa milhares de vezes e a perderia milhares de vezes para tê-la ouvido tocar a noite passada ou vê-la esta manhã à luz do sol. Ou mesmo sem isso. Só para saber que ela estava em algum lugar aí fora. Viva." (Para onde ela foi, p. 182)




"Mas, quando acordo, algumas horas depois, Mia está sentada numa cadeira debaixo da janela (...) E ela parece arrasada, e o medo que me invade como uma granada no estômago é quase tão ruim quanto qualquer coisa que eu já tenha temido com ela. E isso é muito. Só consigo pensar: não posso perdê-la novamente. Vai me matar desta vez. (Para onde ela foi, p. 203)




Resenha de Para onde ela foi



Para onde ela foi é a continuação de Se eu ficar, da autora Gayle Forman. Enquanto o primeiro livro é um pouco paradão e dá aquela sensação de que está faltando algo para abrilhantar a história, em Para onde ela foi você se sente mais satisfeito. 

Este segundo livro se trata da versão de Adam, nele nós o conhecemos melhor. E confesso que fiquei encantada com ele, não com o seu lado bad boy (que por sinal, piorou bastante), mas por ficar claro o grande amor que ele sente por Mia. 

Em Para onde ela foi o sucesso da banda Shooting Star está a todo vapor. Adam se transformou em um astro do rock, mas isso não o deixa tão feliz. O livro inteiro é uma lamentação (mas não se preocupem, não é algo meloso e dramático) de Adam sobre o fato de Mia tê-lo abandonado. Você se envolve com o personagem buscando respostas para o que aconteceu. 

Certo dia Adam se depara com um cartaz sobre um concerto onde Mia iria se apresentar. Levado pela emoção, ele decide ir a esse concerto, sem imaginar o que poderia acontecer depois de três anos sem vê-la.

Após o concerto Mia pede para chamarem Adam aos bastidores. Finalmente eles se reencontram e o livro inteiro relata esse reencontro alternando entre as lembranças de Adam sobre o passado. Após muitas conversas artificiais os dois criam coragem para falar abertamente sobre o que aconteceu.

"Mia solta um longo e profundo suspiro. - Sabe, eu precisava de alguém para odiar, e você era quem eu mais amava, então você foi o escolhido" (pág. 193)

Para onde ela foi é um livro que deixa você aguardando pelas respostas sobre o que aconteceu com Mia e o que acontecerá com o amor desse jovem e belo casal. A música os uniu. Uma tragédia os separou. Poderia a música uní-los outra vez?