17 de outubro de 2018

Resenha do livro O Começo de Tudo


O Começo de Tudo foi publicado em 2014 pela Editora Novo Conceito. É um livro sobre perdas e escolhas. 

Ezra Faulkner fazia parte do grupo de jovens populares da escola onde estudava. Era um exímio tenista com uma grande carreira à sua espera. Namorava a garota mais desejada da escola e aparentemente tudo ia bem para ele até um terrível acidente de carro o tornar incapaz de praticar qualquer esporte. Se sentindo um inválido, Ezra se afastou de seus antigos amigos e começou a reavaliar sua vida. 

Ezra não estava sendo rejeitado pelos seus amigos, eles ainda o convidavam para se sentar à mesa dos populares, mas Ezra não conseguia mais se encaixar, uma vez que não era mais o astro de nenhum esporte. E percebeu o quanto sua amizade com eles era superficial. E foi assim que ele voltou a ficar junto de seu amigo de infância, Toby, que era considerando um nerd na escola. Ezra e Toby eram melhores amigos quando crianças, mas um acontecimento meio desastroso acabou os separando e eles ficaram anos afastados um do outro. No entanto, quando Ezra precisou de um amigo, Toby não o rejeitou e voltou a tratá-lo como se nada tivesse acontecido no passado.

Ezra se enturma com os novos amigos que fazem parte da turminha de Toby. E acaba se apaixonando por uma garota chamada Cassidy Thorpe, mas essa garota tem muitos segredos e parece não estar à procura de nenhum relacionamento sério.

Quando mais coisas sobre o acidente são reveladas, isso acaba sendo uma triste surpresa para Cassidy e Ezra, e ela se afasta. No entanto, Ezra ainda está disposto a lutar pelo que há entre eles.

O Começo de Tudo é um livro bem interessante. Dá uma certa peninha de Ezra, pois ele é aquele garoto bonzinho, mas que, no momento, a vida dele só traz tragédias. É uma história bem sentimental. E traz reflexões sobre o papel que algumas pessoas costumam representar para serem aceitas. Por exemplo, Charlotte, a ex-namorada de Ezra, era uma garota muito fútil, que só queria "ser vista". E Ezra só percebeu que estava envolto em um mundo completamente falso e longe de ser o que ele realmente queria, depois do acidente.

Enquanto passava por seus momentos sombrios, Ezra disse a seguinte frase:

"Para mim, o silêncio representava segurança. As palavras podem nos trair se forem mal escolhidas, ou significar menos se usadas em exagero."

Embora tenha algumas partes tristes, a história é de superação.

O Começo de Tudo está à venda no site da Amazon

16 de outubro de 2018

Resenha sobre o livro Amor Amargo


Já faz um tempo que tinha ouvido falar sobre esse livro e, apesar de abordar um tema que acho muito interessante, fui adiando a leitura nem sei por qual razão. Mas, o momento chegou e eu li o livro rapidinho, pois a história não decepcionou nem um pouco. Foi aquilo que eu esperava mesmo. 

Amor Amargo foi publicado em 2015 pela Gutenberg Editora. É o primeiro livro da Jennifer Brown que leio, embora eu tenha A Lista Negra aqui comigo e esteja louca para ler Mil Palavras, que foi lançado este mês. 

Amor Amargo fala sobre Alex, uma garota que não conseguiu superar muito bem a morte de sua mãe e busca respostas para esclarecer suas dúvidas sobre o fato da mãe ter morrido de um acidente de carro quando estava indo embora de casa. O pai de Alex havia se fechado desde esse acidente, e não tocava no assunto. Alex tinha duas irmãs, uma mais velha, que já estava na faculdade e não morava com a família; e Célia, a irmã mais nova. 

Alex tinha dois amigos inseparáveis: Zach, um rapaz superdivertido, e Bethany, uma amiga para todas as horas. O trio planejava fazer uma viagem ao Colorado, em busca das respostas que Alex tanto queria sobre a mãe. 

A vida de Alex se resumia a estudar, trabalhar para juntar dinheiro para a viagem e planejar a viagem com os amigos. Mas, em um dado momento, um rapaz chamado Cole aparece em sua vida. Lindo, atencioso e carinhoso... Alex nem entendia como um garoto assim havia se interessado por ela. Eles começam a namorar e o relacionamento vai muito bem até que Cole começa a dar sinais de agressividade. Então, o livro vai abordar isso: a violência doméstica. 

Alex, como a maioria das mulheres que vive um relacionamento assim, passa por várias fases: a fase da negação, da vergonha, da culpa, do medo... E a difícil escolha de ter que acabar o relacionamento e ao mesmo tempo saber que ainda ama o agressor. Ela se afasta dos amigos, mente para as pessoas mais próximas... Enfim, já sabemos como isso funciona.

Eu gosto de ler esse tipo de livro. Serve para meditar, para compreender melhor a situação de mulheres que vivem assim. No entanto, confesso que algumas partes foram bem difíceis de ler. 

Outra coisa que achei bem interessante no livro foi quando Alex soube mais informações sobre a sua mãe. Foi emocionante. E foi duro saber que se o relacionamento familiar dela não fosse tão sem diálogo, tão frio... talvez ela não fosse tão carente e não fosse uma vítima em potencial para Cole. 

É uma leitura que recomendo. Gostei mesmo. 

O livro está à venda no site da Amazon

Mais livros sobre esse tema: 

12 de outubro de 2018

Resenha do livro O Silencioso Canto da Sereia


Este foi mais um daqueles livros que encontrei por acaso enquanto estava olhando o site da Amazon e quando comecei a ler fui surpreendida por uma maravilhosa leitura. Que romance mais fofo!

Laire Cornish é a mais nova de três irmãs, filhas de um pescador chamado Howard. Eles vivem na pena ilha de Outer Banks e o modo de vida lá é bem tradicional. As jovens costumam se casar cedo, ter filhos e serem donas de casa, enquanto os maridos trabalham e sobrevivem da pesca ou algo relacionado a isso. A irmã mais velha de Laire já era casada, e a irmã do meio estava noiva. Laire não queria essa vida para ela. Queria sair da pequena ilha, estudar moda e ganhar o mundo... Mas seus familiares não conseguiam compreender isso. Não conseguiam compreender porque alguém ia querer mais do que viver na bela ilha. 

Certa vez, Laire foi entregar caranguejos no lugar de seu pai, que estava muito cansado, em uma mansão conhecida por Utopia Manor, que pertencia ao governador da Carolina do Norte. Na ocasião, eles iam festejar o aniversário de 21 anos do filho, Erik.

Erik, ao ver a bela garota trabalhando duro ao carregar pesadas caixas, logo se interessou por ela. Laire também o achou um rapaz muito bonito, mas sabia que pertenciam a mundos diferentes e quis manter distância. Só que Erik não estava disposto a desistir e fez de tudo para conseguir um encontro com Laire.

Eu achei que seria mais uma história de um garoto rico que curtiu com a garota pobre durante as férias de verão. Mas, foi mais que isso. Erik era muito fofo e seus sentimentos por Laire eram genuínos. Eles passaram a se encontrar com frequência e a paixão foi aumentando cada vez mais. Só que ambos estavam mentindo, ou melhor, omitindo de suas famílias esse relacionamento. E quando as coisas vieram à tona, foi do pior modo. 

Esse mal-entendido fez com que o casal se afastasse. Laire contou com a ajuda de uma amiga muito querida, a Sra. Sebastian, que a acolheu como uma filha. E Erik viveu de modo frio e revoltado. Ambos sofreram por um longo tempo até um reencontro inesperado, onde eles teriam a oportunidade de esclarecer os fatos. 

Um fato interessante no livro foi a relação de Laire com a família. Por não se encaixar no padrão, Laire foi excluída, o que foi triste.

O Silencioso Canto da Sereia é o quinto livro da série Conto de Fadas Moderno. As histórias são independentes. No entanto, eu só encontrei o primeiro livro e o quinto (que é este) em português, publicados pela Editora Bezz. Não encontrei os demais livros.

O primeiro da série é O Coração da Fera, que pretendo ler em breve.

O Silencioso Canto da Sereia está à venda no site da Amazon e disponível no Kindle Unlimited. Recomendo a leitura.

Leia também: Perdendo-me.  

11 de outubro de 2018

Resenha sobre o livro A Casa


Este é o segundo livro do autor nacional, Tiago Dias, que leio. E, para minha surpresa, quando recebi o livro percebi que se tratava de uma história com um pouco de terror. Não leio esse estilo literário porque sou uma pessoa extremamente medrosa. Mas, A Casa acabou me conquistando e eu amei ter conhecido essa história.

Tudo começa com a família Martinez deixando a cidade grande para ir morar em uma pequena cidade. A família estava em busca de mais tranquilidade, de um clima ameno, enfim, tudo o que uma cidade do interior tem a oferecer.

Eles haviam comprado uma casa que ficava um pouco afastada da cidade, uma casa boa, espaçosa, onde poderiam viver com conforto. No entanto, havia uma lenda sobre essa casa que os moradores da cidade pareciam verdadeiramente acreditar. E como forasteiros, a família Martinez comprou essa casa sem nem ter ideia de onde estariam se metendo. 

A família Martinez é composta por Lucas, que é aquele cara bem gente boa, tranquilo, ótimo marido e excelente pai. Sara, a esposa. E Marcelly, a filhinha de três anos. 

A história gira em torno da chegada deles à cidade e a adaptação nessa nova moradia, quando fatos estranhos começam a acontecer na casa. 

Há também vários personagens secundários na história, e o que eu achei mais interessante é que autor soube ligar cada um deles à história principal. Ou seja, ninguém fica perdido, não há pontas soltas, tudo tem uma ligação. 

Entre esses personagens tem Rose, uma senhora bem enigmática. Orlando e Mathias, os vilões. Alvarez e Eva, um casal que é importante prestar atenção à história deles, entre outros. Ah, e não subestimem o gatinho da história, Pipas. Esse gatinho é macabro. Rsrs.

A Casa é um livro com histórias tristes e assombrosas, mas que o autor soube transformar, através de uma escrita leve, em uma leitura prazerosa e interessante. Recomendo a leitura.

O livro está à venda no site da Amazon

Conheça também outro livro do autor: Novos Humanos