Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Resenha do livro Como se Apaixonar

Imagem
Como se apaixonar é o quinto livro da Cecelia Ahern que leio. E a leitura foi tão incrível como nos outros livros dela. Dá para se divertir dando boas risadas com a narrativa cheia de humor de Cecelia. Christine é uma mulher de 33 anos e com uma sorte duvidosa. Ela presencia uma tentava de suicídio e isso a deixa um pouco perturbada. Mas ao mesmo tempo que o fato de não ter conseguido fazer o rapaz desistir do suicídio a incomoda, ela resolve consertar algumas coisas em sua vida e isso inclui se divorciar de seu esposo, Barry. Inconformado por ter sido abandonado por Christine, Barry inferniza a vida dela deixando mensagens constrangedoras em seu celular e tentando deixar as amigas de Christine contra ela. Isso poderia ser mais terrível, se a autora não usasse bastante humor nessas cenas. Então a situação fica constrangedoramente engraçada. :-) Certa noite, ao passar pela ponte Ha’penny, Christine vê outro homem tentando suicídio. Ele tentava pular da ponte. Movida pela emoç

Resenha do livro Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor - Sarah Butler

Imagem
Dez coisas que aprendi sobre o amor é um livro que relata a história de duas pessoas:  Alice, uma mulher de 30 anos que tenta se encontrar. Ela costuma viajar muito e acha que se ficar longe das lembranças de sua vida em Londres, acabará encontrando mais sentido em sua vida.  Daniel vive nas ruas. Ele é um homem que carrega a dor de uma história mal resolvida e passa a sonhar com uma vida que nunca teve, ou melhor, com uma pessoa que nunca conheceu. Viver solitariamente nas ruas não é fácil. Daniel conhece o olhar cheio de julgamentos das pessoas, mas ele é apenas um homem que não soube como agir no passado, e assim como Alice, ele encontrou um meio de fugir da sua história. Alice sempre se sentiu um pouco estranha na família composta por ela, seu pai e suas duas irmãs. Alice é a mais nova, não conheceu a mãe como as irmãs mais velhas conheceram, por isso ela não se sente como parte da família por não ter vivido as experiências que suas irmãs viveram quando a família e

Resenha do livro Encontrando-me

Imagem
No livro Encontrando-me é a vez de contar a história de Kelsey, amiga da Bliss ( Perdendo-me ) e Cade ( Fingindo ). Dos três livros, Encontrando-me foi o que mais gostei. Embora Kelsey seja uma personagem cheia de escolhas que não aprovo, consegui entender os sentimentos dela e sei que por aí afora há garotas que vivem situações semelhantes. Vocês devem estar bem por fora de tudo o que estou falando, não é? Pois bem, esclareço: Kelsey é uma garota de vinte e poucos anos que terminou a faculdade e resolveu viajar pela Europa sem destino certo e explorando lugares novos. Todos poderiam imaginar que ela estava vivendo uma aventura de causar inveja. Mas o que nós leitores ficamos sabendo é que na verdade Kelsey perambula de albergue em albergue, de bar em bar, encontrando pessoas novas, fazendo sexo sem compromisso, tudo para ver se consegue preencher o vazio que é sua vida e ver se descobre a verdadeira Kelsey em algum desses lugares. As viagens não estavam tendo o efeito espe

Resenha do livro Zac e Mia

Imagem
Quando soube que a Editora Novo Conceito iria publicar esse romance imaginei que seria mais uma daquelas histórias onde os jovens sofrem com câncer e alguém morre no final e snif, snif, snif ... Mas não! Para minha satisfação como leitora Zac e Mia é um romance superfofo que me encantou. A história é narrada sob a perspectiva de Zac e de Mia. Zac é um personagem megacativante e minha paixão por ele foi imediata; já a Mia demorou um pouquinho para me conquistar. Eles se conhecem no hospital. Ambos têm câncer. Zac tinha passado por um transplante de medula, estava em observação. O garoto estava bem otimista. Já Mia havia acabado de chegar ao hospital, havia descoberto o câncer recentemente e não estava nem um pouco preparada para enfrentar a situação. Como eles eram vizinhos de quarto, Zac escutava os desabafos da garota, seus gritos com a mãe e a equipe médica, seu choro ao ficar sozinha, seu desespero por tudo aquilo. Zac, ao contrário de Mia, se dava superbem com a mãe