Resenha sobre o livro A Educação de Sebastian



Eu tive vontade de ler esse livro assim que li a sinopse. Isso já faz um tempo. Fui adiando, adiando a leitura... O problema de fazer isso é que você vai criando muitas expectativas. Vai imaginando como deve ser a história, lendo um comentário aqui outro ali, e aí, quando começa a ler nem sempre é como o esperado.

Caroline era uma mulher casada com um médico militar. O casamento não a fazia feliz, pois o marido era controlador e a tratava mais como sua empregada doméstica. Caroline conheceu Sebastian quando ele era um menino de 8 anos. Ele era filho de um militar e também morava na base. Depois, Caroline e o marido se mudaram e eles não se viram mais. Foram se reencontrar alguns anos mais tarde. Sebastian logo demonstra que quer mais que amizade com Caroline. No início, ela tenta resistir, mas logo cede.

Por ser mais velha, eu esperava que Caroline fosse mais madura. No início do relacionamento ela tem 30 anos, Sebastian 17. Os dois se igualam em imaturidade, agem por impulso, de modo irresponsável. A visita de Caroline ao local onde Sebastian trabalhava, o Country Club, era uma prova disso. Ela dava muita bandeira. Eles se encontravam em locais públicos e ficou óbvio que em algum momento alguém iria descobrir o caso dos dois.

Quando enfim, foram descobertos, foi mais trágico do que imaginei. Foi vergonhoso e humilhante mesmo.

O livro contém muitas cenas de sexo. Achei bem desnecessário, mas não desisti da leitura porque fiquei curiosa para saber o final.

Caroline disse: "Por 19 anos eu tinha sido a filha de alguém e, nos 11 anos seguintes, a esposa de alguém. Entretanto, o que eu era agora? Poderia ter a chance de uma carreira, afinal? Poderia ser algo diferente, alguém diferente?"

Um ponto interessante na história é o relacionamento de Sebastian com os pais. Desde pequeno, o garoto é maltratado. Ele não foi criado com amor. A mãe era alcoólatra e costumava dar muito vexame.   

Outra coisa que me incomodou durante a leitura foi a abreviação de horas "hs". E tem bastante isso no livro inteiro.

Mas, o que aprendi com essa história?

Bem, por mais que o esposo de Caroline fosse um escroto, a traição nunca é o melhor caminho. Caroline assumiu muitos riscos, principalmente por Sebastian ser menor de idade e ter relações sexuais com ele poderia fazer com que ela fosse presa, caso alguém denunciasse. Caroline poderia ter sua vida e a carreira profissional prejudicadas. Foram erros em cima de erros. E, no final, tanto Caroline quanto Sebastian sofreram as consequências.

Se eles se amavam mesmo, o mais correto seria Caroline ter pedido o divórcio e esperado os três meses que tanto foi mencionado na história até Sebastian ser maior de idade. Isso se fosse uma história real, mas, como se trata de ficção, o objetivo era mesmo relatar a aventura desses dois. ;-)

A Educação de Sebastian está à venda no site da Amazon.

O segundo livro se chama A Educação de Caroline. Vou ler em breve.

Leia também: Sempre teremos o verão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Conde de Monte Cristo

A arte de perder - Elizabeth Bishop

Resenha sobre o livro After (com spoiler)