Resenha sobre o livro Estrada para lugar nenhum



Estrada para lugar nenhum foi lançado em 5 de fevereiro deste ano. Fiquei sabendo do lançamento através de um grupo de leitura e quando vi que ele estava disponível no Kindle Unlimited, corri logo para baixar. Tudo isso porque adoro ler lançamentos e divulgar a notícia fresquinha, embora nem sempre faça isso.

Creed era um rapaz de 17 anos que foi criado por um pai que era presidente de um moto clube envolvido com o mundo do crime. O rapaz foi criado por um homem sem sentimentos, que matava sem hesitar e ensinava os filhos a seguir o mesmo caminho. A sede do moto clube era um ambiente depravador. Cheio de crime, drogas e mulheres. 

Bem antes dos 17 anos, Creed já havia se envolvido com tudo que existia de errado no mundo, mas, ainda assim, ele não era igual ao pai. Ainda restava um pouquinho de sentimentos nele, principalmente pela família que ele amava.

Certa noite, quando Creed confrontava um homem do qual ele não gostava, um terrível acidente aconteceu. Creed passou pelo pior momento de sua vida e o que restava da sua família começou a desmoronar. 

Foi nessa época que ele conheceu Mia Ryder. Ela era apenas uma garotinha de 9 anos e Creed a achou muito esperta para a sua idade. Nasceu entre eles um sentimento genuíno. 

Com o passar do tempo, Creed serviu ao exército. O livro aborda um pouco sobre o 11 de Setembro, e depois disso, Creed decidiu se alistar, assim como o irmão de Mia, Mason, que era amigo de Creed. 

Anualmente, Creed e Mia se encontravam. E cada vez mais a garota deixava se ser uma menina. Creed observava o desenvolvimento dela, mas ainda assim mantinha distância física, pois sabia que era um homem problemático e não queria Mia envolvida na confusão que era a vida dele. 

No final do livro, Mia toma uma decisão muito imprudente, o que traz consequências. Fica uma confusão na vida desses personagens e nada é resolvido nesse livro, pois o mesmo tem continuação. 

O segundo livro ainda não foi traduzido pela editora. Na Amazon está disponível em Inglês, neste link.

Há também outro livro sobre Noah, o irmão mais novo de Creed. Disponível neste link.

Estrada para lugar nenhum não é um livro que recomendo para todos. Tem que ler com a mente aberta e focar no que mais importa, que para mim foi a relação familiar conturbada, gosto de ler sobre esse tema.

No início do livro, pensei em abandonar a leitura por causa dos palavrões em excesso. As cenas sexuais de Creed também foi algo que precisei pular na leitura. Não recomendo para menores de 18 nem para quem não gosta de hot muito hot. Rsrs. 

Não conhecia nenhum livro da M. Robinson. Talvez ainda leia outro livro dela. 

Conheça também: A força que nos atrai.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A arte de perder - Elizabeth Bishop

Resenha sobre o livro Stars: as estrelas entre nós

Resenha sobre o livro Vampiros em Dallas