Resenha sobre o livro A Última carta de amor

 


Esse foi o primeiro livro da Jojo Moyes que li, apesar da autora ter diversos livros publicados no Brasil. Gostei muito da escrita dela e pretendo ler outros livros de sua autoria logo. 

Sinopse

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta a casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por "B", e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento, como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado, Ellie começa a procurar por "B", e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do próprio relacionamento.

Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem elaborada, A Última Carta de Amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Amo esses livros que mesclam uma história no passado e outra atual. Outra autora que faz isso muito bem é a Lucinda Riley. 

A última carta de amor fala sobre Jennifer Stirling, uma mulher que não está feliz no casamento nem com a sociedade que a limitava como era para as mulheres na década de 60. Ela conhece e se apaixona pelo jornalista que ia fazer uma matéria com o marido dela. O romance dos dois é turbulento. Anthony tinha fama de mulherengo e Jennifer não queria sair da segurança do casamento para viver com ele. Quando enfim ela se decidiu, tudo deu errado. Uma série de desencontros os impediu de ficarem juntos. Foram anos e anos separados. A história deles foi triste.

No tempo atual, Ellie é uma jornalista prestigiada. Mas, sua carreira começa a ruir quando o relacionamento que ela mantém com um homem casado começa a afetar sua vida. Apesar de demonstrar ser uma mulher independente que não liga para compromissos, tudo o que Ellie quer é que o amante deixe a esposa e assuma o relacionamento deles. Uma cena muito interessante do livro, é quando a esposa de John, o amante, aparece de surpresa para Ellie e lhe diz boas verdades. Foi um banho de água fria. E foi o momento em que Ellie caiu em si. 

O livro é lindo. A história é um pouco triste, mas vale muito a pena ler.  

Está à venda na Amazon

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Menestrel - William Shakespeare

Resenha do livro O Conde de Monte Cristo

Resenha de Apegados