9 de maio de 2011

Resenha do livro A Última Música de Nicholas Sparks.






Uma história brilhante que relata o amadurecimento de uma jovem de dezessete anos (Ronnie), que ao passar o verão com seu pai (Steve Miller), juntamente com seu irmão (Jonah), se envolve em situações que a faz repensar sua maneira de viver e o seu relacionamento com a família.

Ronnie tem sérias dificuldades de relacionamento com seu pai, Steve. Desde que ele foi embora de casa, Ronnie não conseguia perdoar o pai. E havia três anos que eles não se falavam.

Durante o verão, Ronnie conhece Will, rapaz pelo qual acaba se apaixonando e descobrindo o amor. Juntamente com essa descoberta, Ronnie descobre a solidariedade e o perdão, o relacionamento dela com o pai dá uma reviravolta e Ronnie aos poucos vai descobrindo toda a verdade sobre a história de seus pais e o motivo da separação.

A história é completamente envolvente. Nicholas Sparks trabalha muito bem os personagens e não há como não apreciar a leitura do início ao fim.

O que mais me chamou a atenção no livro, foi a atitude de Steve. A paciência dele ao lidar com uma situação bastante aflitiva, mas que com sua sabedoria e amor paterno ele transforma essa situação em um momento de reconciliação onde é possível fazer prevalecer o perdão e a união entre a família.

O livro está à venda no site da Amazon.

Leia também: A luz que perdemos.
0

0 comentários:

Postar um comentário