Resenha sobre o livro A Escolha


Contém bastante spoiler. 

Dando continuidade à série A Seleção, temos o desfecho da história de Maxon e America. O que era uma trilogia no início ganhou mais dois livros, dessa vez com a história da filha do casal. Sim, a essa altura, saber que Maxon e America terminam juntos não é mais nem spoiler. E o mais interessante foi que mesmo eu sabendo disso desde que comecei a ler o primeiro livro, ainda senti toda emoção. 

A Escolha começa com America um pouco insegura. Tudo isso por causa das palavras duras que o rei, pai de Maxon, dirigiu a ela no final de A Elite. America achava que era "sem graça" perto das suas concorrentes e que Maxon havia tido um pouco mais de intimidade com as outras. Por isso, em um determinado jantar, ela se veste "para matar". E depois, quando Maxon vai ao seu quarto, ela tenta seduzi-lo, o que não acaba dando certo. Maxon cai na risada e confessa que percebeu o plano de America desde o início. Foi hilário, mas serviu para America entender que precisava deixar aquela insegurança de lado e voltar a agir como ela mesma, pois foi o seu jeitinho sincero de ser que conquistou Maxon.

America já sabe que ama Maxon, no entanto, não quer tomar a iniciativa para dizer isso a ele. E maxon, inseguro em relação aos sentimentos dela, também tem receio de se abrir, portanto, o livro inteiro é aquela enrolação dos dois... Mas, até que não é chato. É fofinho. 

Os rebeldes se aproximam de Maxon e America e eles meio que se tornam aliados. Um dos objetivos é combater o outro grupo de rebeldes, os malvados. 

Celeste se revela boazinha de vez. As meninas se tornam amigas de verdade e passam mais tempo juntas. 

O momento mais aguardado do livro era quando, finalmente, Maxon iria descobrir sobre Aspen. Quando isso aconteceu, o resultado já era esperado: Maxon queria America fora da Seleção. Mas, no momento em que ele iria anunciar que a princesa seria Kriss, um ataque sangrento acontece. Maxon, com medo de morrer, reconhece que estava agindo por orgulho e confessa seu amor por America e a perdoa. 

A história foi muito fofa. Eu já esperava isso. E, apesar de todas as críticas negativas, pretendo ler a continuação em breve. Mas, antes disso, vou ler o mais recente lançamento da autora, que é A Prometida

Os demais livros da série A Seleção são:


Conheça também: A Fúria e a Aurora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Conde de Monte Cristo

A arte de perder - Elizabeth Bishop

Resenha sobre o livro After (com spoiler)