Resenha sobre o livro Morte dos Reis

 


Contém spoiler. 

Morte dos Reis é o sexto livro das Crônicas Saxônicas. Nele, temos mais aventuras do nosso querido Uhtred. Porém, eu acredito que esse livro seja um marco na história do personagem porque relata o início do envelhecimento dele. Para quem é tão imprudente, Uhtred viveu muito. Ainda mais de acordo com a realidade da época. E ele ainda vai viver bem mais, né? Afinal, temos mais sete livros pela frente. 

Em Morte dos Reis, Uhtred continua relutante com o cristianismo, que só cresce, e provocar os padres é um de seus passatempos favoritos. Algumas cenas são realmente engraçadas. 

Outra coisa que se destacou nessa história foi a trollagem que Bernard Cornwell fez conosco. Na verdade, foram duas trollagens, e eu caí nas duas: Sihtric e Offa. Sendo que com Offa eu quase chorei. Mas, eu amo as reviravoltas nessas histórias. E quando o Uhtred fica zangado, sai de perto porque ele não perdoa. 

Logo no início da história, Uhtred ouve falar sobre uma feiticeira. Arriscando a vida, ele faz uma viagem até a caverna onde essa mulher habita, só para ouvi-la prever o futuro. É uma cena hilária. Típica das aventuras do Uhtred. Na verdade, a mulher era uma fraude e Uhtred quase perde a vida. Só que ainda não é o momento dele e o nosso herói escapa. 

Alfredo manda chamar Uhtred. O Rei está realmente à beira da morte e pretende ver Uhtred e fazê-lo prestar juramento ao Eduardo, o príncipe. Finalmente Alfredo é generoso com Uhtred e dá a ele uma boa terra, porque o guerreiro estava sem ter onde cair morto. Claro que o objetivo disso era fazer com que Uhtred se sentisse satisfeito a ponto de ficar ao lado de Eduardo. E é o que acontece. 

O romance de Uhtred com Aethelflaed não é bem como eu esperava. Não é um romance adolescente, tipo "você é o amor da minha vida". Isso Uhtred viveu com Gisela. Com Aethelflaed é diferente porque ele não é fiel a ela. na verdade, Uhtred mora com uma garota. Aethelflaed sabe disso e não se importa. Aliás, ela ainda é casada. Então, a relação dele é mais como um companheirismo. Uhtred até diz que eles pensam iguais e só com um olhar um já sabe o que o outro pensa. 

Eduardo se mostra um bom rei. Ainda está um pouco inseguro, mas está conseguindo dar conta do recado. Ele não é tão devoto como Alfredo. Casou, mas tem amantes. E teve dois filhos da primeira mulher com quem se casou. Mas, esse casamento foi em segredo. Para a corte, a segunda esposa é que é a legítima e eles consideram os filhos como bastardos. Mas, na verdade, são legítimos. Isso vai dar confusão futuramente. 

Tem muita coisa legal nesse livro. Muitas aventuras. Não vou ter como explanar tudo, mas vale muito a pena ler e eu recomendo demais!

Morte dos Reis está à venda na Amazon através deste link.

Para conhecer os demais livros da série, clique neste link.

Leia também: Fingindo.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Menestrel - William Shakespeare

Resenha do livro O Conde de Monte Cristo

Resenha sobre o livro After (com spoiler)