12 de julho de 2018

Resenha do livro O Cavaleiro da Morte


Sempre tenho um pouco de dificuldade para falar sobre os livros do Cornwell. O cara é tão bom que só lendo mesmo para entender... Os personagens que ele cria são muito marcantes. 

Agora o nosso Uhtred está com 20 anos. Nessa idade, ele mesmo se reconhece como "arrogante, imbecil e cabeça-dura". De fato, ele faz burradas... Mas ainda tem muita história pela frente para ele melhorar em alguns aspectos. Espero.

Odda, o jovem se tornou o querido do Rei Alfredo. Isso porque ele abraçou o cristianismo enquanto Uhtred só se rebela. Depois da humilhação que Alfredo fez Uhtred passar, o rapaz só piorou com suas atitudes, inclusive descontou um pouco da fúria em Oswald, que trabalhava para ele. E essa atitude teve consequências. Em Wessex, Uhtred estava até conhecido como Uhtred, o Maligno. 

Mildrith, a esposa de Uhtred, está cada vez mais distante dele. Ficou claro que os dois não têm nada a ver um com o outro e o casamento passa por dificuldades. Ela sofre com algumas atitudes do rapaz. E tudo só piora quando Iseult aparece na história. A moça tem um papel importante, mas traz uma tragédia na família de Uhtred.

Ragnar está como refém de Alfredo e Uhtred tenta reencontrar o amigo. Muitas reviravoltas acontecem e Uhtred se vê salvando a vida de Alfredo e ficando ao lado dele por um período. 

Se é uma série que recomendo? Muito. Ansiosa para ler a continuação.

Veja um pouco do primeiro livro: O Último Reino

E a lista dos demais livros da série: Crônicas Saxônicas  
0

0 comentários:

Postar um comentário