Resenha sobre o livro A estrela mais escura

 


A estrela mais escura é uma das mais novas séries publicadas pela Jennifer L. Armentrout aqui no Brasil (tem outra chegando, mas isso é assunto para outra hora). É no mesmo universo que a saga Lux (que pretendo terminar em breve). 

O livro fala sobre Evie Dasher, uma garota aparentemente comum, e sobre Luc, um luxen, mas um luxen diferente... Nessa história, os luxen vivem entre os humanos, há restrições para eles, que precisam ser identificados por uma pulseira que serve também para anular seus poderes. Luxen e humanos vivem naquela falsa normalidade. O governo quer que os humanos acreditem que tudo está sob controle, mas a verdade é que as pessoas ainda acham os luxen uma ameaça. E são mesmo. A prova disso é quando garotas começam a aparecer mortas. Garotas que de certa forma estão relacionadas à Evie. Luc se vê no papel de protegê-la, por isso eles passam bastante tempo juntos. 

O que nos deixa intrigados desde o início da história é que Luc parece conhecer Evie. E ela parece que teve sua memória apagada ou algo do tipo. Então, os dois ficam naquela enrolação, ela finge não gostar dele, ele finge que não se importa mais ao mesmo tempo fica jogando indiretas de como ela é importante para ele. A garota fica bastante confusa. E quando a verdade é revelada ela fica bastante brava. E com razão. Muitas mentiras em torno dela de pessoas que fazem parte do seu círculo familiar e de amigos. 

A história é legal, como é o primeiro livro de uma série tem pontas soltas a se amarrar. Confesso que gostei mais da saga Lux, mas é cedo para afirmar isso. 

A estrela mais escura é um livro que recomendo. Pode ser lida sem você ter lido a saga Lux, só que, para quem leu, vai estar mais familiarizado e vai rever personagens queridos. 

O livro está à venda no site da Amazon através deste link. E o e-book através deste link

Leia também: Feita de fumaça e osso - A lista - O demonologista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Menestrel - William Shakespeare

Resenha do livro O Conde de Monte Cristo

Resenha de Apegados