Resenha sobre o livro Fim dos Dias

15 de novembro de 2019

Obs. Tem um pouquinho de spoiler.

Fim dos dias é o último livro da trilogia. Segue o mesmo ritmo dos dois primeiro livros, sendo que neste a autora abusou um pouco mais da fantasia. Penryn e Raffe vão literalmente até o "inferno" para  tentar restabelecer a ordem no mundo em os anjos estão prestes a destruir. 

O romance entre o casal fica um pouco mais interessante. Raffe não está mais tão resistente e se permite ter alguns momentos mais íntimos com Penryn, mas sempre deixando claro que os dois não podem ficar juntos. O plano é que Raffe levasse os anjos embora e o mundo de Penryn voltasse a ser como antes. Nesse meio-tempo, muitas coisas acontecem. Cada vez que Raffe precisa se afastar de Penryn é uma despedida emocionante, pois eles não sabiam se iriam se reencontrar. Para nossa sorte, eles sempre se reencontram e a conexão entre os dois continua a mesma. 

Penryn continua sendo uma moça corajosa. E quando ela se vê forçada a assumir a liderança da resistência faz isso muito bem, mesmo que se sinta um pouco insegura. A participação do gêmeos Dee e Dum é fundamental para dar segurança a ela. E por falar neles, continuam sendo uns fofos, mesmo nos momentos mais críticos. 

A mãe de Penryn e sua irmãzinha, Paige, assumem um lugar de importância no decorrer dos fatos. 

O final foi satisfatório. Senti falta de um desfecho mais emocionante para Raffe e Penryn, mas tudo valeu a pena. 

Ah, não posso deixar de mencionar a espada. Esse instrumento teve uma participação muito especial durante toda a trilogia e a cena em que ela aceita Raffe de volta foi muito linda. 

Recomendo os livros. Vou deixar aqui o link dos primeiros:



Leia também: Julieta Imortal - Romeu Imortal.  

0 comentários:

Postar um comentário